Angelologia - O Conhecimento dos Anjos

ANGELOLOGIA_1283562357P Sinopse


No romance de estreia de Danielle Trussoni, best-seller do New York Times, anjos também vivem na Terra e escondem suas asas para não levantar suspeitas. No entanto, sua perfeição imaculada se desfaz quando se apaixonam pelos humanos, seres inferiores. Os descendentes dessa união, os chamados Nefilins, são criaturas híbridas que desejam dominar a humanidade semeando o medo, provocando guerras e se infiltrando nas mais poderosas e influentes famílias da história. "Os Nefilins do meu livro são totalmente modernos. Os Nefilins originais, mencionados como 'gigantes' no livro de Gênesis, foram a inspiração para as criaturas que eu imaginava. Eu queria inverter a ideia típica dos anjos enquanto seres exclusivamente responsáveis por atos beneficentes. Queria mostrar o seu lado obscuro, explorar a capacidade de sedução que sua imagem exerce sobre as pessoas e, com isso, criar uma perspectiva aterrorizante", explica Trussoni. Com uma narrativa complexa e inteligente, Angelologia - O Conhecimento dos Anjos consegue fundir elementos bíblicos, míticos e históricos e envolver o leitor da primeira à última página. Mas a autora conta que quando começou a escrever o livro não estava especificamente interessada na história dos anjos: "Na verdade, eu não estava nada interessada neles. Tudo que eu sabia é que queria escrever algo que se passasse em um convento, e então decidi que deveria me hospedar em algum deles durante um tempo. Foi nesse período de estadia que me deparei com uma coleção imensa de livros sobre anjos. Depois que comecei a ler, tive a nítida certeza de que os anjos são elementos onipresentes em nossa cultura." No livro, a irmã Evangeline era apenas uma menina quando seu pai a entregou à ordem das Irmãs Franciscanas da Perpétua Adoração, ocupantes do Convento de Santa Rosa, em Nova York. Agora, aos 23 anos, ela se vê subitamente jogada no centro de uma batalha pelo poder na Terra que já se estende por milênios. Os protagonistas desse confronto são os Nefilins e a reclusa Sociedade Angelológica, que, com seus conhecimentos ancestrais, parece ser a única capaz de detê-los. Quando Evangeline se envolve no conflito, sua vida é colocada em risco e o apocalipse parece estar próximo. Dos corredores austeros do convento à opulência da Quinta Avenida, de um cemitério em Montparnasse às montanhas da Bulgária, Angelologia - O Conhecimento dos Anjos é uma viagem pelos locais resguardados onde a História da relação entre os seres humanos e os anjos foi mantida a sete chaves.



Já há algum tempo conheci “Angelology”, escrito pela Danielle Trussoni. Logo no início do ano, a imprensa já alardeava e nomeava DT como a maior revelação da literatura americana nos últimos tempos. Com um mote intrincado, os direitos de filmagem do seu livro foram adquiridos por Will Smith por nada menos que US$1 milhão. Mas foi através de uma reportagem da Istoé que cheguei à história, propriamente dita.


Foi só em Junho, quando a autora me mandou um exemplar (devidamente autografado) de sua obra, que realmente li. À época, fique maravilhado com o enredo, bastante detalhado e complexo, diferente dos títulos colegiais fúteis que povoavam a literatura angélica.

“Angelologia – O Conhecimento dos Anjos” conta a história de Evangeline, uma Irmã Franciscana da Perpétua Adoração, que mora no Convento de Santa Rosa, em Milton. Ela foi abandonada pelo pai no convento com apenas 12 anos de idade e, desde então, vem sendo criada conforme os duros dogmas religiosos ali estabelecidos.


O Convento de Santa Rosa é particularmente conhecido pelo seu impressionante acervo de imagens angélicas e livros antigos sobre arcanjos, o que faz a instituição receber dezenas de pedidos por parte de pesquisadores para analisarem essas preciosidades históricas. Evangeline é responsável por responder (e recusar) esses pedidos, o que sempre fez sem pestanejar, até receber a correspondência de um estudante de arte chamado Verlaine.


Verlaine afirma que madre Inocenta, uma das primeiras diretoras do convento, teria se correspondido com Abigail Rockefeller (famosa e influente colecionadora de arte americana, benemérita ou fundadora dos principais museus de Nova Iorque). Ele diz estar a serviço de um senhor que gostaria de obter essas cartas trocadas entre a dama e a religiosa.


Sem entender muito bem o porquê, Evangeline não só não envia as recusas padrões a pesquisadores, como também esconde de irmã Philomena a solicitação. Determinada a desvendar a estranha conexão entre Abigail e Inocenta, a freira começa a investigar até que Celestine, uma das Irmãs Venerandas e a mais reclusa do convento, lhe conta toda a história que ronda a sua família, incluindo o assassinato da sua mãe.


“Angelologia” não foi escrito para jovens adultos. É um livro bastante complexo, repletos de dados históricos e referências ao nazismo e à outros conflitos famosos. É um relato que corta milênios, cujo passado milenar dos nephilins se confunde à história humana.


Evangeline é uma freira diferente das outras. No início, eu não dava nada por ela, mas conforme a narrativa avançava, eu ficava cada vez mais apaixonado por ela. Determinada, forte, inteligente e perspicaz, é a combinação perfeita para uma protagonista.


Contudo, existem alguns pontos no livro que não gostei. São eles:

Evangeline resolve guardar as cartas apenas por intuição de que elas eram importantes. Não existe nenhum indicativo que desencadeie nessa atitude. Fiquei pensando por que diabos uma freira, que por si só é completamente submissa à ordem, transgrediria o código de conduta e esconderia uma carta da superior só por achar que era o certo a fazer. Da mesma forma, Evangeline supõe que Celestine saiba algo mais sobre as cartas de Abigail Rockefeller. Ainda não entendo a razão de ela ter escolhido Celestine, se ela mal a conhecia, e existiam centenas de irmãs no Convento;

 “A segunda esfera”, parte II do livro, é narrada em primeira pessoa, por Celestine. Ela descreve os acontecimentos em Paris em 1939, quando a Sociedade Angelológica mantinha uma instituição de formação de novos angelólogos. Não bastasse não haver divisão de capítulos nessa parte, são mais de 150 páginas ininterruptas, ela começa absolutamente do nada. Não é como se Celestine tivesse dito a Evangeline que contaria a ela o que aconteceu na França. Ela simplesmente começa a falar, do nada, de intrometida

Quando a Dra. Seraphina Valko começa a descrever as características dos Sete Céus, ela menciona Lúcifer. Acontece que ela diz que Lúcifer era um serafim, quando todo mundo sabe que ele era um arcanjo. Na verdade, ele era o mais majestoso dos arcanjos. Os Serafins são de uma classe muito abaixo, responsáveis pela manutenção da lei e da Ordem no Paraíso, ao lado dos Querubins, que são os guerreiros de Deus. Em um livrinho de ficção adolescente, esse erro até poderia passar batido, mas em um que se propõe a escrever sobre anjos fundamentando-se em história, o mínimo que se espera é coerência;

Algumas passagens do Livro de Enoque foram adaptadas à bel-prazer da autora. Digo isso porque traduzi o apócrifo (clique aqui para baixar) e tenho certeza que ela cortou muitas partes das escrituras para que elas se adequassem à sua trama;

O final abrupto também é frustrante. Os últimos capítulos são muito bons, mas “Angelologia” termina de um modo totalmente vazio. Ok, teremos uma continuação (Angelopolis) em 2012, mas Trussoni poderia ter deixado menos buracos para serem cobertos no segundo volume.

Mas, obviamente, essas coisas não prejudicam o ritmo do livro. São questões de ordem técnica. Ah, não posso deixar de ressaltar também algo que eu amei: pela primeira vez, vi a distinção entre os Vigias (na verdade, o nome correto seria Sentinelas, mas tá valendo) e os anjos que caíram juntamente com Lúcifer na revolta celeste. Os aliados de Lúcifer não procriaram. Quem procriou foram os Sentinelas, anjos enviados à Terra especialmente para aprender os costumes dos humanos. Sentinelas eram da casta dos Elohim e os aliados eram da casta dos Malakim.


Portanto, “Angelologia” merece quatro estrelas. Não faz jus à comparação ao “Código Da Vinci”. Na verdade, não chega nem aos pés da narrativa de Dan Brown, que é muito mais embasada, detalhada e costurada, fazendo muita gente acreditar que aquilo que ele diz é verdade.


Infelizmente, ainda vão levar dois anos até que “Angelopolis” chegue às livrarias, então, é melhor ir se contentando com os outros títulos mesmo.



Classificação final:





Livro: Angelologia
Autora: Danielle Trussoni
Páginas: 456
Editora: Suma de Letras
- Resenha escrita por: Igor Silva

35 comentários:

  1. Humm, eu não me senti atraída por esse livro. Até leria se tivesse a oportunidade, mas não está no topo da lista de desejos.
    E que demora para sair a continuação, até lá já teria esquecido muita coisa. hehe
    Beijo

    ResponderExcluir
  2. Meu Deus...agora só quero saber de ler livros de Anjos...estou amando todos...eu quero muito ler 'Angeologia'.

    ResponderExcluir
  3. Caro Igor, pontos negativos, salvo raras exceções existem em todos os livros. Geralmente são pontos que não nos atraem ou não têm tanto sentido ou estão em desacordo com o que acreditamos ser um enredo interessate. Apesar disso me incluo na legião de leitores ávidos por este romance. Quero deixar claro que não sou leitor modinha, mas tudo o que vejo quero ler e com este livro não é diferente.

    ResponderExcluir
  4. Uau. Adorei. Estou cancada dessa versão que diz que "anjos são bonzinhos, até mesmo os caídos". Ah vá. Eles caíram porque mesmo?

    beijos
    delly

    ResponderExcluir
  5. o momento agora é dos Anjos bonitoes e tals rsrs
    Angeologia tem um titulo interessante , e a sinopse tb,eu gostei e pretendo ler o livro..
    bjaoo
    rafa
    @rafichaaa

    ResponderExcluir
  6. Gostei do livro!! Inicialmente estava meio assim de ler... tenho amigas que acham livros de anjos ruins, mas vc me conveceu o contrario!! heheheh Agora que quero ler. =)

    Bjuxxxxxxxx

    @laizatabisz

    ResponderExcluir
  7. Ahhh amei no começo do resenha achei que o livro fosse um pouco rustico e chato mais depois vi que estava errada e quero muito ler esse livro que me parece ser incrivel

    ResponderExcluir
  8. Bem legal o livro, hein!
    Gostei da temática. Nephilins já me foram apresentados em Sussurro. A temática é interessante e um pouquinho diferente do habitual.

    @rafaschiabel
    http://lembradaquelahistoria.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  9. E esse é o livro de anjos mais badalado do momento! hehehe

    Mas o que mais me chamou a atenção nele, é que foge do estereotipo que os anjos andam tendo na literatura (ponto positivo!)...

    Vou esperar pra ver se consigo lê-lo! =)

    ResponderExcluir
  10. Com essa onda, os anjos vieram pra ficar e eu, não poderia ser diferente, estou louca para ler, o enredo é interessante, sem falar de todo o contexto histórico. Nem sabia que ia virar filme, tomara que não estraguem a história.

    ResponderExcluir
  11. Quero MUITO ler, parece ser muito legal! Amei a resenha.
    beijos

    ResponderExcluir
  12. Li mtas resenhas desse livros, gostei da sua que criticou um pouco o final do livro e os buracos deixados pela autora. Mas mesmo assim é um dos livros que tenho vontade de ler!

    ResponderExcluir
  13. Igor, selinho no blog para você =D

    www.thesadendofalice.blogspot.com/

    Abraços

    ResponderExcluir
  14. Ansiosíssima pra ler esse livro aeiohiheoahioea a grana tá curta :~

    Mas pretendo comprá-lo em breve :D

    ResponderExcluir
  15. Caraca , Will Smith vai fazer o filme???
    Morri e não sabia!!!
    Espero que faça algo que preste, porque o livro parece muito bom!!!

    Bye

    ResponderExcluir
  16. A febre de anjos venho com tudo, mas esse parece ter um diferencial dos outros.
    Pela resenha e a reportagem na revista ele é mais adulto, fiquei curiosa pra ler.

    ResponderExcluir
  17. Esse livro foi o unico que me despertou [ até agora] a vontade de ler. Pq tem muitos por ai q sao só pura modinha [infelizmente]

    ResponderExcluir
  18. Taí um livro que estava mega ansiosa pra ler. Eu tinha visto essa reportagem e me chamou a atenção, ainda mais porque é uma freira... Cansei de romances colegiais "a la Patcheeenho" , então esse livro seria uma boa pra quem quer algo mais adulto e complexo...
    Bj

    ResponderExcluir
  19. Eu não conhecia esse livro até uma amiga me falar dele, e quando ela falou o nome eu achei até estranho achando que ela tinha falado errado!
    Mas pesquisei sobre ele e achei muito interessante a sinopse!!
    Depois de ler sua opinião fiquei quero mais ainda ler!! Pena que o próximo vai demorar pra sair!

    @desapd

    ResponderExcluir
  20. Esse livro parece ser muiiito bom!
    e a capa é muito linda!
    Parace uma heavens wing do ragnarok XD
    tô doida p/ ler!!
    Entrei na moda dos anjos

    ResponderExcluir
  21. A história desse livro parece interessantíssimo!! Conheci a pouco tempo mas só vi comentários bons sobre eles!!

    Will Smith?? OMG!
    Bem amooo o Will e espero que façam uma boa adaptação porque o livro parece ser ótimo!!

    @desaolsen

    ResponderExcluir
  22. Sério que Angelologia foi comparado A "O Código Da Vinci"?
    Eu fiquei bem interessada em ler, até porque, achei a capa linda (sim, eu leio um livro só por causa da capa...)

    ResponderExcluir
  23. Eu adoro livros sobrenaturais, e este simplismente me encantou pela linda capa, e pela suposta complexidade que propõe a Historia, e Igor você foi Taggeado pelo meu blog, http://fallenbrasil.blogspot.com/2010/12/fui-taggeada.html

    ResponderExcluir
  24. Adorei o post completíssimo - especialmente pela matéria com o Will.

    Fiquei empolgada pra ler o livro, a história parece interessantíssima e bem diferente mesmo do que estamos acostumados de sobrenatural romancesco :P

    Beijocas!
    Juh Oliveto
    Livros & Bolinhos ~

    ResponderExcluir
  25. Oi Igor!
    Esse livro me parece bom, mas não tenho vontade alguma de lê-lo, principalmente pelas resenhas que venho lendo nos blogs. A sua está muito por, por sinal.
    Ah, tem selinho p vc lah no blog!
    www.caminhosparala.blogspot.com
    ;) bjs***

    ResponderExcluir
  26. Eu preciso MUUUITO ler esse livro xD ai Deus
    Todas as resenhas falam muito bem, a capa foi muito bem feita... Ser pobre é tenso nessas horas.

    To participando de várias promoções pra ver se não consigo até juntar dinheiro suficiente pra comprar xD

    ResponderExcluir
  27. Como eu quero ler esse livro! Tô super curiosa. Tô esperando ganhar ele de alguém. Quem sabe né!

    Beijos!
    Nine
    http://janinestecanella.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  28. Estou louca por esse livro; to amondo esse tipo de tema da historia... com certeza é o primeiro da minha lista. Tbm adorei saber da comra dos direitos de filmagem pelo will smith :)

    ResponderExcluir
  29. Tô super anciosa pra ler Angelologia, mas não chega nunca o meu! Será uma excelente leitura!

    ResponderExcluir
  30. o pessoal fala que anjos são a nova moda, mas pra mim eles SEMPRE estiveram no auge *-*

    ResponderExcluir
  31. Estou com esse livro em casa, e está na fila para eu ler, eu não sabia que os direitos deles foram comprados pra um filme, mas era de se esperar que com essa moda de anjos, filmes com essa temática surgissem.
    Valeu pelo post com a ótima notícia.
    Abraços

    ResponderExcluir
  32. Não sabia que Angelologia fazia parte de uma série, pois isso não é indicado no livro. Ou seja, quando cheguei ao final, quase chorei!!! De raiva!!!!
    Bom saber que tem continuação.
    Achei o livro muito bom, apesar do final ter sido tão condensado. Achei que o final poderia ser mais detalhado. As mortes dos personagens e acontecimentos passaram sem muita emoção.

    ResponderExcluir
  33. Vou trocar os meus vampiros por anjos.

    ResponderExcluir
  34. Mas há algumas fontes que dizem que os Serafins são os anjos mais próximos de Deus, sendo os mais poderosos e representando o fogo, a chama sagrada... Alguns dizem tbm que o Lu seria um Querubim, mas eu acredito que não. Ele era muito próximo de Deus. Eu acredito que ele seja um Arcanjo, o mais belo do paraíso e tbm muito poderoso.

    ResponderExcluir
  35. em 2009, em A Batalha do Apocalipse, de Eduardo Spohr, já se mencionava muito sobre algumas questões desse livro... Não li Angelologia ainda, mas lhes digo que pra superar a obra-prima de Eduardo Spohr, tem que ser no mínimo "perfeito".

    ResponderExcluir