Entrevista - Kézia Lôbo


Olá pessoas lindas, mais um post mega especial aqui do L&C. Desta vez é a entrevista feita já há algum tempo com a autora Kézia Lôbo, autora do livro O Coração de Salatiel, resenhado aqui faz um tempo (resenha). Antes de passarmos à entrevista propriamente dita, gostaria de agradecer muito a Editora Dracaena por ter passado o contato da autora e a Kézia por ter sido uma fofa e muito simpática tendo respondido todas as perguntas. Sem mais delongas, à entrevista...


L&C - Para começar, gostaríamos de agradecer a oportunidade de lhe entrevistar. Por favor, fale um pouco sobre o início da carreira como escritora, os seus autores preferidos, as suas principais influências, etc.

Kézia - O prazer na verdade é todo meu, por estarem me dando a oportunidade de mostrar um pouco do meu trabalho.
Sempre gostei de escrever mais como hobby, para me distrair, porém era mais ligada na poesia, mas sempre tive a imaginação muito fértil, sempre que via alguma coisa, achava que dava pra criar uma história legal, quando estava no Ensino Médio cheguei a fazer um esboço de dois livros, que nem chegaram a continuar. Mas quando estava na Faculdade de Engenharia, fazendo de tudo para não abandonar, decidi que queria escrever, ver se conseguia terminar uma história, assim comecei a colocar no papel uma das minhas histórias, e foi muito bom, consegui terminar e publicar.
Minha maior influência é Tolkien e Frank Peretti, mas sou apaixonada por Tolkien, ele é o melhor autor de fantasia do mundo que já li, gosto de criar histórias fantásticas porque é a Literatura que mais amo, e a que acho mais fácil de criar, quanto aos meus autores preferidos, são vários, acho que existem pouco autores que eu não goste, amo Nicholas Sparks, André Vianco, Anne Rice, Emily Brontë, Jane Austin, J.K. Rowling, Rick Riordan, Dan Brown… A lista é realmente muito grande!


L&C - Li várias coisas sobre O Coração de Salatiel e uma delas é que a Editora Dracaena vai distribuí-lo não só nacionalmente. Como é a sensação de saber que tantas pessoas vão ler o seu livro? Quando soube do projeto teve algum receio ou estava confiante?

Kézia -  Saber que várias pessoas irão ler a minha obra me deixa imensamente feliz e grata, mas assusta também, porque sei que muitas pessoas vão gostar da obra e outras nem tanto, e isso é muita responsabilidade. Quando eu soube que ele também ia ser publicado internacionalmente, me deu um frio na barriga e um certo medo, mas mesmo assim fiquei muito feliz, é muito bom saber que pessoas de outros países poderão ler minha obra, e torço para que gostem, e percebam que no Brasil, além de samba e futebol, também existem bons autores.

 
 
L&C - Em sua opinião, o fato de você ser uma blogueira ajudou na hora de escrever os seus livros?

Kézia Na verdade não, eu comecei a escrever o livro antes mesmo de ter um blog. Eu escrevia poesias, escrevi alguns contos e até algumas letras de música, mas foi um desafio muito grande começar a escrever uma história, peguei dicas de tudo que pude e até cheguei a ler um ou dois livros de como escrever.

 
 
L&C - Nós blogueiras e blogueiros estamos notando que uma grande quantidade de autores nacionais tem publicado livros e isso é muito interessante, vemos obras maravilhosas sendo distribuídas por inúmeras editoras grandes ou pequenas. Com isso tudo que eu disse quero chegar a dois pontos. O primeiro deles é: se você se lê muitos livros de autores nacionais contemporâneos (iniciantes ou não) e se algum deles te motivou ou inspirou. E segundo você acha que ainda há alguma espécie de preconceito com os escritores nacionais?

Kézia Confesso que eu tinha certo receio em ler autores nacionais, mas depois que eu li uma obra de André Vianco, eu passei a respeitar muito mais os nossos autores, e foi aí que comecei a lê-los e simplesmente me apaixonei, agora eu sempre leio livros de autores nacionais, cada dia eles se superam e confesso que muitas obras nacionais dão de dez a zero e muitas obras internacionais populares aqui no Brasil.
E segundo quanto ao preconceito aos autores nacionais, sim há muito. Nós que somos blogueiros achamos que esse preconceito está deixando de existir, mas não é verdade, achamos isso porque estamos em contato com as editoras e com os lançamentos que são colocados no mercado, porém a maioria dos brasileiros ainda não curtem ler autores nacionais.

 

L&C - Durante o tempo em que estava trabalhando com o seu livro, em algum momento você pensou em desistir?

Kézia - Ah não, dar um tempo na escrita, ficar uma semana ou duas sem escrever até fiquei, mas desistir nunca.

 
 
L&C - Demorou quanto tempo para escrever “O Coração de Salatiel”?

Kézia - Seis meses.

 

 
L&C - O que você achou do trabalho da Editora Dracaena desde a publicação até este momento?

Kézia - O trabalho da Dracaena foi muito bom, a paciência que tiveram comigo, o cuidado com a obra, vendo se tava indo legal, e claro todo o processo de divulgação também foi demais!

 
 
L&C - Que conselhos você daria para um escritor iniciante?

Kézia - Nunca desista, procure dar o seu melhor, leia bastante livros e escreva tudo o que vier a cabeça, e se receber um não como resposta, aceite como um futuro sim.

 
 
L&C - Quais as principais dificuldades que você encontrou na hora de publicar o seu livro?

Kézia - As dificuldades são as rejeições das editoras, isso é o que fica mais difícil, depois o dinheiro, querendo ou não pra um escritor iniciante, tem que gastar um pouco.

 
L&CVocê tem novos projetos literários para 2011?

Kézia - Sim, já estou trabalhando no meu próximo projeto, a Saga Anáriön. Escrevendo o primeiro livro intitulado Poder Oculto.

 
PERGUNTAS RÁPIDAS: 

Um dia  ~> Quando tive em mãos meu livrinho pronto!
Um amor  ~> Minha Família
Uma música ~> Sonhos - Chris Duran
Um livro ~> A Última Música de Nicholas Sparks
Um filme ~> Orgulho e Preconceito
Uma frase ~>  "Livros não mudam o mundo. Quem muda o mundo são as pessoas. Livros só mudam as pessoas ." (Mario Quintana)
Um sonho  ~> Ser uma escritora Best Seller

  

E aí? Gostaram da entrevista? Como eu disse ela foi super simpática e atenciosa... Nós duas desejamos muito sucesso para você Kézia e agrademos mais uma vez a oportunidade de te entrevistar. E para quem ainda não leu a resenha de O Coração de Salatiel e está curioso (ou curiosa!), basta clicar aqui.

Até a  próxima!

12 comentários:

  1. Já tinha ouvido falar sobre o livro dela mas não conhecia direito. Achei a autora super simpática e fiquei interessada em conhecer mais sobre o livro :)

    Beijinhos,
    Thais P.
    http://thaypriscilla.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Será que um dia a literatura internacional terá de brigar por espaço, aqui, no Brasil? rs É só um leve devaneio *--*
    Muito legal a entrevista, meninas!

    Beijão,
    Janice Diniz
    http://terraardenteolivro.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Oi! :D
    Já ouvi falar sobre esse livro, mas não conhecia a autora.
    Ótimas perguntas. É bom conhecer melhor os autores nacionais. ^^

    Beijos,
    april-1993.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Ótima entrevista! Já li o livro e achei MUITO bom! Parabéns á autora, que ela consiga virar best seller, pois merece muito! *-*


    Beijos,
    Caroline, do http://criticandoporai.blogspot.com (tem postagem nova, viu?! rs)

    ResponderExcluir
  5. Aaai que bacana, parabéns pela entrevista meninas!! Huhuh, realmente desistir nunca né? Acho que todos os autores, sejam nacionais ou não, enfrentam momentos de "bloqueio", cansaço mas desistir não pode! Parabéns para a autora que terá seu livro lançado nacionalmente, isso é muito bom!!! \o
    Ainda não tive a oportunidade de ler "O coração de Salatiel" mas espero ler em breve! \o

    Beijos!

    ResponderExcluir
  6. É tão bom conhecer um pouco dos escritores antes de ler um livro... No final a gente acaba comparando um com o outro para ver se são parecidos

    http://aleitoracassia.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. Olá meninas!

    Parabéns pela entrevista, eu ainda nao li o livro da Kézia, mas desejo todo o sucesso pra ela e pra vocês tbm, claro.

    Eu acho que os autores estão conseguindo ganhar seu espaço no Brasil, eu pelo menos, quando vou a eventos de livros aqui em Brasilia, vejo que muitos deles tem fãs distribuidos por ai, acho que só uma questão de divulgação e gosto mesmo. E olha que Brasilia é um ovo, e dependendo do auoutor, entope o auditorio.

    Beijokas! :*

    Raphaela
    Equalize da Leitura
    @EqualizeLeitura

    ResponderExcluir
  8. Não conhecia o livro, nem a autora!

    Parabéns pela entrevista! É muito bom ver novos autores surgindo a cada dia no nosso país. Espero que as editoras passem a enxergar os talentos brasileiros com mais carinho e respeito, abrindo novos espaços!

    Beijos

    Gabi - Romances e Leituras

    ResponderExcluir
  9. Oi meninas!!!

    Eu não conhecia a autora, e olha que eu adoro leitura nacional e portanto estou sempre atrás de novas revelações pertencentes ao nosso país.

    Gostei muito da entrevista e concordo demais com a Kézia, ainda há muito preconceito em relação aos autores nacionais. Acho que as pessoas deveriam pensar o seguinte: Para escrever um livro, não há limites, se tem talento, não importa se é do brasileiro, americano, inglês, etc. Isso nasce com a pessoa, não é a nacionalidade que vai fazer um ser melhor que o outro.

    Mas em relação as editoras, infelizmente complicam muito a vida do autor, na hora de lançar o seu livro. Mas como a Kézia mesmo disse, não se deve desistir, tem que ir atrás.

    Beijinhos

    Ler e Almejar

    ResponderExcluir
  10. Adorei a entrevista com ela, e realmente, ela transmite muita simpatia!

    beijão,
    May ;*

    ResponderExcluir
  11. Amei a entrevista, Kézia é uma menina muito gentil, pelo modo que respondeu as suas perguntas deu para reparar isso.
    Parabéns, quero muito ler o livro agora . *.*

    Beijinhos

    Viviane

    http://vivianeblood.blogspot.com/2012/01/dicas-da-july_28.html

    ResponderExcluir
  12. Oi tem um selinho lá no meu blog pra vc

    Lendo e escrevendo -> Http://dicalivros.blogspot.com

    Bjo

    ResponderExcluir