Terra Ardente - Janice Diniz

Sinopse:

Karen tem má fama na cidade. Envolvida com corridas de cavalo, dívidas que podem levá-la à falência e uma vida afetiva que segue a regra dos três encontros e nunca mais, ela não pode fracassar. No seu encalço, dois fazendeiros ambicionando tomarem-lhe a propriedade. Com a vida em risco e sozinha num lugar hostil, ela tenta sobreviver e cuidar da avó e do filho. Se for preciso, seduzirá o delegado de polícia de Matarana para protegê-la – um caubói da lei que se comporta como um xerife durão do velho-oeste americano. Mas Karen não é a única mulher em apuros. A jornalista Nova Monteiro investiga um latifundiário suspeito de aliciar trabalhadores. Abandonou o sudeste para ficar ao lado do homem que ama desde a infância. Um amor que tem tudo para não se concretizar. O que Nova não sabe, porém, é que, segundo boatos, a chuva de cinzas na estação do estio não é somente das queimadas, mas também dos corpos dos forasteiros que se metem com os poderosos da região. Assim, ela faz duas descobertas: que luta pela causa errada e que o amor verdadeiro é um sentimento bruto que pode nascer do medo. Matarana, a cidade das aparências, onde nem sempre o mocinho é bom e o vilão, mau. Um faroeste moderno com mulheres fortes, homens destemidos, pistoleiros, matadores de aluguel e paixões devastadoras. A humanidade posta à prova em situações-limite. 


Não se deixe enganar pelo título ou capa do livro. Terra Ardente não é um faroeste, um bang-bang ou coisa do tipo. A Janice Diniz criou uma história com personagens marcantes, fortes, espirituosos e às vezes inseguros. Erram e acertam. Agem sem pensar, se deixam levar pelo impulso, pelo calor do momento, mas também são calculistas, espertos. São feitos de medo e também de coragem. São frios em relação ao amor, mas vez ou outra se pegam acreditando na força que esse sentimento possui. São contraditórios, são reais, são seres humanos. Como eu, como você. São personagens dignos de nosso respeito. Enfrentam a vida de peito aberto fazendo o melhor que podem.

Preciso ressaltar em como a escolha do título do livro não poderia ter sido melhor. Terra Ardente resume bem o que encontramos nas páginas desse livro. Por dois motivos: primeiro o clima de Matarana — cidade fictícia localizada no centro-oeste brasileiro onde se passa a história — onde o clima é extremamente quente; e o outro motivo é que a vida dos personagens é um verdadeiro tumulto, coisas acontecem o tempo inteiro e isso faz com o livro não esfrie nunca, você encontra ação, sensualidade, emoção, rivalidade... É realmente quente!

Os diálogos presentes no livro são inteligentes e engraçados. Isso torna a história dinâmica e dá um ritmo mais rápido e leve à leitura. Pelas páginas você encontrará conflitos entre poderosos, pessoas capazes de fazer tudo para ficar no poder e pessoas capazes também de tudo para conquistarem a confiança de seus patrões. Em Matarana reina a vontade do mais forte. Então, os mais fracos obedecem. E àqueles mais atrevidos se rebelam, colocando assim a própria vida em risco.

Não temos o foco da história em um personagem somente. Várias histórias são desenvolvidas na narrativa, mas não de forma separada. As vidas dos personagens são entrelaçadas. Achei isso ótimo, pois podemos entrar na vida de cada um e conhecê-los a fundo. Karen, Nova, Cris, Franco, Rodrigo, entre outros. Tão diferentes e tão parecidos. Encantei-me pela história de vida de cada um deles. O que posso dizer? Só me resta ressaltar o que já disse no início dessa resenha, eles são reais. São como eu e você. Inevitável não torcer por eles, ansiar por suas escolhas e se desesperar por querer ajuda-los a encontrar o rumo dessas vidas que parecem tão conturbadas.

O livro mostra que ninguém carrega somente o bem nem somente o mal dentro de si. Frente às situações que aparecem no decorrer de nossas vidas podemos tomar atitudes que não sejam bem vistas por outras pessoas, mas era o que nos cabia naquele momento. E ás vezes só nos falta oportunidade de tentar mudar e nos tornar pessoas melhores. Às vezes falta alguém que descubra o melhor dentro de nós mesmos, porque ficamos cegos a nossa real condição, cegos em relação a quem somos de verdade. O livro mostra que mesmo aquele ou aquela aparentemente forte, às vezes vacila e precisa de apoio. Aquele apoio único, verdadeiro, forte... Apoio de alguém que te ama.

Dizer parabéns à Janice pela história que ela criou é pouco, mas é o que me cabe fazer. E fico feliz por contribuir pela propagação de seu livro que tem tudo para ser sucesso! Torço muito por você, de coração. Quando gosto muito de alguma obra, tudo o que mais quero é o que o maior número de pessoas possível leia aquele livro. Por isso, espero que minha resenha tenha instigado alguns de vocês a conhecer de perto Terra Ardente. Não vejo a hora de conferir as continuações, meu coração anseia por saber o que aguarda esses personagens que tanto me cativaram. 

BOOKTRAILER


SOBRE A AUTORA
Janice Diniz nasceu em Porto Alegre. Estudou Filosofia e Letras. Em 2008, o conto "Não encontrei linha de costura nas Lojas Americanas" venceu concurso Exercícios Urbanos, Portal Literal. Ligações da Rua é o seu primeiro livro, publicado em 2009. Colaborou com textos curtos para as revistas Paralelo 30, Storm Magazine (Europa), Germina e Novas Visões de São Paulo. Passou a adolescência em Santa Luzia (MG) e Osasco (SP). Teve filho em Manaus (AM) e viveu em Sorriso (MT). Por enquanto, mora em Porto Alegre com seus dois filhos, Matheus e Karla.


Classificação final:





Livro: Terra Ardente — Livro 1
Série: Matarana
Autora: Janice Diniz
Páginas: 286
Editora: Desfecho Romances
Compre autografado

21 comentários:

  1. Adorei a sua resenha, e fiquei muito curiosa. Eu realmente tinha pensado que era algo tipo faroeste por causa da capa, mas ainda bem que não rsrs.

    Beijos

    Amigas entre Livros

    ResponderExcluir
  2. Olá, Mandinha!
    Pelo que percebi, este livro é mesmo imperdível e muito bem escrito. Espero ter a oportunidade de ler algum dia e conferir de perto uma história densa e repleta de aventura digna de um bom faroeste.
    Só tenho visto ótimos comentários a respeito que me deixaram ainda mais louca de vontade de conferir de perto a saga Maratana!
    Adorei a sua resenha!!
    Bjos.

    Mariana Ribeiro
    Confissões Literárias.

    ResponderExcluir
  3. Esse livro é mara, né?
    O nome realmente não poderia ser outro, e adorei como a Janice conseguiu desenvolver tão bem tantas personagens sem perder o foco da história!
    Adorei sua resenha ^^
    Beijão!

    ResponderExcluir
  4. Oi, Amanda!

    Nossa, gostei muito de sua resenha, do modo como expressou a sua percepção da história e dos personagens. Que bom que se envolveu com a história! Agradeço por deixar bem claro que não é faroeste, bang bang ou velho oeste...rs Só sabe quem lê, né? rs Obrigada também, então, por ter lido o meu livro! ♥

    Beijão pra você, pra Jessie e para os seguidores/comentaristas desse blog très chic! rs

    ResponderExcluir
  5. Gostei da resenha e do livro. Ele parece ser bem legal e interessante!

    ResponderExcluir
  6. Oi ..

    Eu já ouvi/li pessoas falar muito bem do livro e por isso, exite dentro de mim uma pequena curiosidade em relação à ele. Parece ser bem legal mesmo ^^

    Ótima resenha!

    João Victor – Amigo do Livro
    • Administrador/Dono
    http://www.amigodolivro.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. Nossa, que legal! Os novos autores estão cada vez mais produzindo coisas boas. Me lembrou um romance de banca, inclusive a capa. Muito sucesso pra autora. Beijos, adorei a resenha.

    @minha_estante - Minha Estante

    ResponderExcluir
  8. eu estava me dixando levar pela do livro que não gostei muito,mas agora que li sua resenha vi que não é realmente nada do eu estava pensando ,me pareceu bastante interessante, parebéns pela resenha,gostei mesmo*-*

    Bjs

    ResponderExcluir
  9. Oi Mandinha
    eu jurava que era uma história sobre cowboys...rs
    Gosto quando uma autora aborda várias histórias, com variados personagens e no final consegue entrelaçar cada um no final.
    Vou colocar na minha estante do skoob.
    bjos

    ResponderExcluir
  10. Oie!
    Na verdade, pela capa, pensei em algo do tipo cowboys condenados a morte (sei, viajei aqui), mas pela resenha parece ser muuito bom. Adoro livros em que a vidas de personagens diferentes são contadas e acabam se cruzando. O título é bem chamativo, não é?

    Otima resenha! Me empolgou...rs

    Bjs =*

    ResponderExcluir
  11. Oii!
    Ainda não conhecia esse livro, mas adorei a resenha! Parece ser bem interessante!! E o título, adorei, é tão chamativo e forte!
    Ótima dica de leitura! :)
    Beijos!

    ResponderExcluir
  12. Tem alguns livro que eu não consigo me interessar por... e, infelizmente, por mais que eu veja boas resenhas dele eu não me interesso :/
    Beijos,K.
    Girl SPoiled

    ResponderExcluir
  13. Nunca tinha ouvido falar desse livro mais gostei muito da resenha.
    Parece ser bom.

    bjs
    Tais
    http://www.leitorafashion.com.br

    ResponderExcluir
  14. Mas ó! Parece ser bom mesmo, não é verdade? Eu ainda não havia ouvido falar desse livro - o que não significa nada, tendo em vista que sou uma negação completa em relação a lançamentos e à literatura nacional recente -, mas realmente me surpreendi com a sua resenha. Confesso que tenho outras prioridades no momento e que provavelmente não lerei "Terra Ardente" tão cedo, mas também não posso deixar de dizer que nunca li um livro com a atmosfera que parece cingir a obra de Janice Diniz. 2012 é um ano de experiências para mim: tenho tentado me entender com a Jane Austen, e também tenho pretensões de conhecer algum romance de banca. Até que não seria má ideia adicionar um livro de QUASE (rs) faroeste à lista, não é?

    Parabéns pela resenha, Amanda!

    Grande beijo,
    Robledo - http://livrosletrasemetas.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  15. Amanda, nunca tinha ouvido falar desse livro O_O
    Confesso que a capa não me cativou. O enrendo até que é legal, meio faroeste *BANG BANG* kkkkkkk
    mas você mesmo diz na resenha que não é nada disso. Gostei dos personagens, parecem realmente bem construídos.
    Para você que já leu o livro, o título caiu bem, mas pra mim achei meio assim G_G
    Realmente ninguém carrega só um lado dentro de si. E tem gente que nem misturando os dois, sai algo bom kkkkkkkkkkkk
    Gostei do booktrailer >D
    bjs,
    Nicholas.

    ResponderExcluir
  16. Que resenha ótima. Uma das melhores que eu já li por aqui. Nem foi pelos elogios ao livro, mas achei bem construída e que expressa o conteúdo do livro e a sua opinião. Parabéns Mandinha!

    ResponderExcluir
  17. Olha que legal!! Eu já estava imaginando uma situação faroeste mesmo! Hehehe, o título deixou essa "pegadinha" pra gente!
    Centro-Oeste, opa! Eu sou de MS, onde se passa a história? É, aqui é Terra Ardente mesmo, pelo amor de Deus!
    Não conhecia a autora e nem sua obra, achei muito bacana, parabéns pela resenha flor!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  18. Oi, Mandinha!
    Puxa, a primeira coisa q vc colocou na resenha parece q foi diretamente para mim! rs Pensava msm q era algo de faroeste, tanto que ainda nem tinha lido a resenha por conta disso! kkkkkkk
    Ainda bem q resolvi dar uma olhada e não é q adorei a resenha?! Gostei muito da história e com certeza eu quero ler este livro!
    Gostei tb de conhecer mais uma autora brasileira de talento!
    Super beijo pra ti!

    ResponderExcluir
  19. Oiiiiie

    Eu adoreii a resenha do livrooo

    Vou querer ler!

    ResponderExcluir
  20. Nunca tinha ouvido falar, mas parece ser bem legal. Espero ter oportunidade de ler em breve!

    Beijinhos, Bia.
    velha-estante.blogspot.com

    ResponderExcluir
  21. Já tinha visto esse livro em outros Blogs e a cada resenha que leio dele, fico com mais e mais vontade de conhecer a história, desejo mto sucesso a Janice e espero o mais breve possível, poder conferir esse livro, que tem td para ser sucesso...
    BjOs!!!

    ResponderExcluir