Os 13 porquês - Jay Asher

Sinopse: 

Ao voltar da escola, Clay Jensen encontra na porta de casa um misterioso pacote com seu nome. Dentro, ele descobre várias fitas cassetes. O garoto ouve as gravações e se dá conta de que elas foram feitas por Hannah Baker - uma colega de classe e antiga paquera -, que cometeu suicídio duas semanas atrás. Nas fitas, Hannah explica que existem treze motivos que a levaram à decisão de se matar. Clay é um desses motivos. Agora ele precisa ouvir tudo até o fim para descobrir como contribuiu para esse trágico acontecimento.

[...]
Desiludida a ponto de tentar tudo apagar de uma só vez
Buscando ainda
Dignidade e respeito
Uma saída
Para um momento de desespero
Com as mãos vazias
E a mente atormentada a ponto de tudo arriscar
[...]

O mundo é pesado demais para algumas pessoas.

Às vezes, somente estar presente quando a pessoa busca por você não é o suficiente. Você tem que se fazer presente, demonstrar interesse por ela e por sua vida mesmo que ela não peça. Interesse verdadeiro. Pessoas se sentem solitárias sem estarem realmente. Por falta de afeto, carinho e atenção daqueles que a rodeiam. Então, eu digo: preste atenção nas pessoas de sua convivência, preste atenção ao seu redor e deixe que o mundo preste atenção em você também. Cuidar... Isso é raro atualmente, cuidar de nós, cuidar do outro.

Esse livro conta a história de Hannah. Quando o livro começa ela já se matou. É um fato, decisão tomada. Então, só nos resta saber os seus motivos. E é assim que a história se desenrola. Ficamos conhecendo os 13 porquês — e as 13 pessoas — que levaram Hannah a tomar essa atitude extrema.

Conhecemos a história através do Clay, que é uma das pessoas que aparentemente tem “culpa” e contribuiu para que Hannah fizesse o que fez. Funciona assim: antes de se matar ela deixou 7 fitas gravadas — sendo que cada fita tem o lado A e o lado B, em cada lado, Hannah explica 1 motivo e cita a pessoa ‘responsável’ — ela envia as fitas para a primeira pessoa da lista e essa pessoa, após escutá-las, manda as fitas para a próxima pessoa da lista.

Algumas pessoas podem achar que os motivos explicados por Hannah no decorrer da história sejam banais. Mas, se leva uma pessoa a cometer suicídio, acho um erro gravíssimo dizer que isso ou aquilo não eram motivos suficientes. Cada um sabe de si. E cada um tem o seu limite do que pode e/ou aguenta suportar.

Mas você foi a pessoa que tirou tudo isso de mim. Bom... nem tudo. — A voz dela treme — Mas tirou o que havia sobrado. 

Suicídio sempre é um assunto complicado. Há aqueles que julgam, condenam que chamam de fracos quem toma tal decisão. Há quem reconhece essa fraqueza no outro e não faz nada pra impedir... Bem, não sou ninguém pra dizer como você deve se portar diante de tal situação. Só digo: fique atento. A você e às pessoas de sua convivência. Pessoas precisam de atenção, pessoas podem ser ajudadas por maneiras incontáveis. Cada um tem sua “carência”. E um dos pontos mais importantes — pra mim — nunca... Jamais! Intitule por covarde aquele que viu no suicídio sua liberdade. 

Não tomei essa decisão no calor do momento. Não me menosprezem... Mais uma vez.
Existem vários trailer’s feitos por fãs na internet. Abaixo vocês podem assistir a um deles. — Infelizmente não tem legenda.



Classificação final:




Livro: Os 13 porquês
Autor: Jay Asher
Páginas: 254
Editora: Ática

31 comentários:

  1. Bem... esse livro com certeza deve ser impactante, a resenha já me deixou com uma vontade de saber os motivos pelo qual levaram essa garota a se matar. Jay Acher realmente tratou de um assunto que realmente acontece no mundo, não é um livro fictício ou um conto, mas um livro realista que leva a pessoa a uma reflexão. Eu estou interessada nesse livro e vou coloca-lo na minha lista.

    Beijinhos,
    Kimy Gabrielli.

    ResponderExcluir
  2. Nunca tinha ouvido falar desse livro.
    Gostei bastante da resenha e fiquei curiosa para ler.

    Bjs
    Tais
    http://www.leitorafashion.com.br

    ResponderExcluir
  3. Já vi muita gente falando desse livro mas nem sabia do que se tratava, gosto de ser surpreendida sem saber muito sobre as histórias mas foi bom ler essa resenha, fiquei curiosa para saber o desenrolar desse enredo. Vai entrar para minha lista.

    ResponderExcluir
  4. Já faz tempo que estou querendo ler esse livro, mas sempre que vou comprá-lo outro aparece e eu acabo deixando esse para trás.
    Sabe o que é? Acho que a capa não me atrai em nada.
    Sua resenha ficou excelente!

    Bjs
    Bia
    www.amormisterioesangue.com

    ResponderExcluir
  5. O suicídio é com certeza um assunto polêmico, já vi muitas pessoas julgarem aqueles que cometem este crime. Não acho que alguém que consegue acabar com a própria vida seja um covarde e fraco, ninguém sabe como a vida daquela pessoa estava, ninguém nunca sabe o que se passa na cabeça dos outros. Julgar não é certo nunca, não se pode dizer que alguém que se matou tinha outras saídas, se ela comete algo assim é porque não suportava mais viver, e viu na morte uma forma de aplacar a dor. Falando do livro, tenho uma imensa vontade de lê-lo, parece bem forte e gosto de livros assim.

    Beijos

    Amigas entre Livros

    ResponderExcluir
  6. Já li esse livro e achei mesmo muito bom. Por vezes, enquanto lia, me peguei desejando que alguém tivesse feito algo para impedir o suicídio da Hannah. O que me atraiu logo de primeira foi a capa e depois que li a sinópse e fiquei sabendo sobre o que se tratava dei logo um jeito de ler. Achei ótimo. Realmente as pessoas acham que tais motivos são banais, mas ninguém sabe o quanto aquela pessoa já teve que aguentar. É um tema que merece mais atenção de todos.

    Beijinhos, Bia.

    ResponderExcluir
  7. Oi Amanda,

    Tenho muita vontade de ler este livro, mas ainda não tive a oportunidade de comprar.
    Um leitor mesmo lá do blog me indicou e pediu para eu resenhar, ainda estou devendo rs.
    Quero muito ler, realmente, não sei muito bem que posição tomar sobre este tema.

    bjos

    ResponderExcluir
  8. li esse livro muito rápido pois queria saber os motivos e onde o Clay se encaixava na história. Eu acho que a sua resenha mostra tudo ( ou quase tudo) que senti lendo o livro.
    achei os motivos banais, mas na MINHA maneira de ver as coisas, já na maneira dela, eram coisas de suma importância. adorei o livro e recomendo sempre que posso.
    aparentemente vai sair um filme sobre o livro.

    ResponderExcluir
  9. Adorei esse livro! Caramba, eu quero! Amo livros com esse gênero de leitura e que você já sabe o que acontece mas não o porque e vai descobrindo isso no desenvolver do livro. Nossa, amei amei e amei!

    ResponderExcluir
  10. O que eu posso falar? Esse livro parece ser bem intenso. Já vi diversas críticas positivas na blogsfera e eu posso dizer que ele realmente me chamou muito a atenção.
    Enfim, esse é um livro que eu ainda pretendo ler. Espero que demorem um pouquinho para lançar o filme, aí eu tenho mais tempo para poder conseguir ler.

    Um beijo,
    Luara - Estante Vertical

    ResponderExcluir
  11. Uau, parece uma história bem intensa... fiquei com vontade de ler!
    Bjuss
    Paty Algayer - http://www.magicaliteraria.com

    ResponderExcluir
  12. Já disse que adoro histórias de suicídios e pessoas sequestradas? Acho que tenho algum tipo de problema, mas essas histórias chamam muito a minha atenção. Você me ganhou totalmente com essa resenha, fiquei muito curiosa pra ler o livro e descobrir os porquês da menina cometer o ato. Sempre fui curiosa a respeito desse fato e também por algumas pessoas chamarem o ato de fraqueza. Vou ler o livro.
    Beijão!

    ResponderExcluir
  13. Já li esse livro e adorei. Adoro todo tipo de livro que faz a gente pensar, sabe? E Os 13 Porquês é assim, não? Eu até cheguei a pensar que algumas coisas não eram motivos para suicídio, mas como você disse, cada um sabe de si; e depois de tantos motivos, nem que fossem pequeno, se tornou uma 'bola de neve', tadinha da Hannah. Queria tanto que fosse possível fazer ela voltar a viver, sei lá.
    Gostei do blog e já estou seguindo; passa pelo meu depois ^^
    Beijos.

    ResponderExcluir
  14. Mandy,
    taí um livro que sempre quis ler (desde que comecei a pesquisar) mas os preços nunca estão legais (nem nunca entra em promoção!) Meu colega Henri já falou o quanto esse livro é interessante e eu gosto da ideia!
    Acho uma tematica bem interessante essa do suicídio e gostei de como vc escreveu! Eu, particularmente, tenho praticamente certeza que acharia alguns motivos banais, até pq acho que nada justifica fazer isso, mas concordo com o 'cada um sabe de si' até mesmo pq já passei por momentos tensos assim na vida (e talvez por isso eu tenha uma visão mais radical do assunto)
    Espero conseguir ler um dia!

    bjs
    Hey Evellyn!

    ResponderExcluir
  15. Oi, tudo bem?
    Nossa, sua resenha me deixou bem emocionado. Você escolheu bem as palavras. Ficou realmente muito boa, parabéns. Desde que foi lançado no Brasil, eu sempre tive curiosidade em lê-lo. A história me parece ser bem interessante. Essa temática me deixa bastante empolgado. Espero poder ler algum dia.

    Abraços.
    Obcecados Por Livros.

    ResponderExcluir
  16. Oi Mands *-*
    Já tinha lido resenhas desse livro, mas nenhuma delas foi como a sua... Estou impressionada!
    Parabéns!

    :*
    Mi
    Inteiramente Diva

    ResponderExcluir
  17. Mandinha, amei sua resenha! Muito bem escrita, e reavivou a vontade que tenho de ler esse livro. Apesar de tratar de um tema mais pesado, acho que sempre vale parar para pensar nos porquês de coisas que nunca paramos para compreender.

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  18. Esse livro é tão bom, Mandinha. Lembro que li numa manhã e me marcou bastante. Não acho que a pessoa é covarde ou fraca ao ponto de tentar suicidio, acho que deve ser um sofrimento sem medidas, onde você não encontra sequer uma valvula de escape. Deve ser horrivel. É bem triste ver Hannah morta no final, ver que ninguém conseguiu impedir, mas se houvesse final feliz não seria muito verossímil né?
    Gostei muito da resenha, você escreveu de maneira bem diferente. Não sei explicar. :)

    Beijos

    ResponderExcluir
  19. Nossa, que livro. Não li mas pela sua resenha da para perceber que é um livro bem intenso. Não sei se conseguiria ler algo assim, não por não me importar, mas por não ter coragem mesmo. Alguns temas são taxados de tabus pela sociedade justamente por serem polêmicos e estereotipados por pessoas que não sabem a verdadeira essência do ser humano. Mandita, adorei sua resenha, só não sei quando ou se terei esse livro em minha estante XD

    Abraços,
    about:blank

    ResponderExcluir
  20. Nossa, esse assunto é bem complicado né meninas? Eu já confessei em um meme que já pensei nisso. As pessoas e até religiões consideram esse ato como pecado e fraqueza mas como você disse flor, só a pessoa sabe o que acontece dentro de si. Mesmo todos nos dando forças às vezes a mente fica indecisa e acaba tomando uma decisão que, quem sabe, pode ser "melhor". Sei lá, é complicado. Mas eu adorei a resenha, parabéns!!!

    Quero ler este livro!! Já vou colocar na listinha de desejados!!

    Beijos! ;*

    ResponderExcluir
  21. Oi!
    Q interessante o livro e a resenha. Realmente este é um assunto muito delicado. O livro acaba servindo de alerta para que cuidemos mais uns dos outros e que saibamos cuidar tb.
    Gostei da sua reflexão antes do booktrailer.
    Um abraço!

    ResponderExcluir
  22. Parabéns pela resenha. Acredito que quanto mais livros como esse forem divulgados, talvez a gente esteja contribuindo para que as pessoas se conscientizem de que o bullying não é só uma "brincadeira". É muito legal o jeito com o autor colocou a Hanna narrando a própria história através das fitas, e todo o suspense de que o Clay teria feito a ela para estar na lista. Todos deveriam ler :D

    Bjs
    Carol - Open Page

    ResponderExcluir
  23. cara... que louca essa história. fiquei curiosa!
    tenho um pouco de medo q seja um incentivo para q adolescentes meio deprimidos por aí se tornem ainda mais carentes (não a ponto de se matar, claro, mas pensar q o mundo tem q girar em torno deles, quela coisa toda).
    claro q isso é a opinião de uma pessoa q não leu o livro. mas vou ler quando puder!
    bjs

    ResponderExcluir
  24. lais de sousa rosas14 de março de 2012 15:47

    CARAMBA,TADA DOIDA PARA LER ESSE LIVRO.
    PARECE SER BEM IMPACTANTE.
    UM DIA AINDA LEIO ESSE LIVRO!

    ResponderExcluir
  25. Oi Amanda!
    Eu já ouvi falar maravilhas desse livro e tenho curiosidade de ver o quanto ele é bom.
    Eu não acho que uma pessoa que comete suicídio seja fraca, acho que ela deveria estar passando por uma situação horrível. Talvez não fosse motivo suficiente para mim, mas para ela foi. Como você falou, cada um sabe até onde aguenta. Mas acredito que pessoas que se sentem como Hannah devem, antes de tudo, buscar ajuda.
    Enfim, gostei muito do jeito como você escreveu esta resenha.

    Beijos, Carol.
    www.perdidanaestante.blogspot.com

    ResponderExcluir
  26. Gente que tensooooo ! kkkkkk mas deu muita vontade ler, adicionado aos desejados com certeza. Suicídio é um assunto muito polêmico deve ser difícil escrever sobre o assunto, mas pela resenha, Jay Asher soube fazer.

    mirella xx http://cheirolivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  27. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  28. Nossa, eu sou doida pra ler este livro desde que vi uma resenha no da Carol Espilotro. Ele parece ser tão carregado, forte, e eu gosto de leitura assim, pq eu consigo aprender mais sabe? Dar mais valor a coisas que consideramos menos importantes.

    Bom, assim que eu ver ele em promoção, vou comprar!


    Beijocas!
    Rapha ~Doce Encanto

    ResponderExcluir
  29. estou lendo este livro...
    estou lendo ou ate mesmo escutando a quinta fita lado A.
    a qual conta a historia de Clay.
    me apaxonei por esta parte simplesmente pelo começo;
    romeu ,oh romeu,onde estas romeu?
    o dos melhores livros que ja le na minha vida!

    ResponderExcluir
  30. Esse é um livro que te faz refletir sobre suas atitudes no dia-a-dia e em como isso pode influenciar os outros, às vezes sem querer, outras vezes querendo mesmo. Nos faz pensar que temos muita responsabilidade para com aqueles quenos rodeiam. Sua resenha está linda, muito boa mesmo. Parabéns.

    ResponderExcluir
  31. Oie, tudo bem? Olha, já que você gostou de "Os 13 Porquês", é mais um motivo para conhecer "O Último Adeus". Ele vai ser publicado em junho pela DarkSide Books e ó, é um amor <3 http://www.darksidebooks.com.br/o-ultimo-adeus/

    ResponderExcluir