A Maldição Do Lobisomem - 13 To Life #1 - Shannon Delany

Sinopse

Quando Jess Gillmansen é chamada para comparecer à sala da direção, ela pode somente imaginar ser por duas razões: Eles finalmente descobriram quem escreveu o editorial criticando os valentões da escola, ou mais uma reunião para falar sobre a recente morte de sua mãe. Porém inesperadamente ela descobre que a direção da escola quer que ela apenas sirva de guia para o novo aluno – mas ele chega com seus próprios problemas, que inclui uma escolta policial. O mais novo membro da escola Junction High, Pietr Rusakova possuiu segredos para esconder – segredos que acabam levando grandes problemas para a pequena cidade de Junction – incluindo mudanças tão dramáticas que certamente acabaram com sua vida mais cedo.

Essa é uma resenha mega especial para mim, não só porque eu me apaixonei completamente por esse livro, mas porque é uma resenha dupla. Isso mesmo, dessa vez vocês vão saber tanto a minha opinião quando a do Ma do Livros & Biscoito (créditos a ele por ter tido a ideia)... A minha opinião vocês encontram na cor azul, enquanto a do Matheus vai estar da cor normal. 

A Jessie me deu a sugestão de ler esse livro, apesar de você estar tentando se livrar de Young Adults, sua amiga vai e te recomenda um, e lá vai o Matheus ler. Sou travado com livros de lobo, sempre fui, porque, sei lá. Lobo? O que lobo tem de especial? É só um cachorrinho tamanho GG, gente, nada de sexy, e por isso, nunca tinha lido livro sobre lobo. Mas aí veio A Maldição do Lobisomem, e meu trauma foi revertido.

Fazia sei lá quanto tempo que eu queria muito ler A Maldição do Lobisomem, mas como sempre eu protelei a compra em favor de livros que eu estava mais desesperada para ler, sendo assim eu só tive chance de ter contato com a obra agora.

O livro de Shannon Delany narra a história de Jessie, menina que cursa o segundo ano do ensino médio, e desde a morte da mãe é tratada diferente de todos, é como se todo mundo pensasse que ela pode virar - desculpem o trocadilho - um lobisomem/Hulk/whatever e saísse batendo em todo, caso formal tratada, ou algo parecido, Jéssica logo percebe isso, e passa a dissimular os sentimentos, fingindo que tudo está bem, só que, vamo combinar, sua mãe morre, seu pai trabalha feito um doido e sua irmã é um capeta. Lógico que nada vai tá bem.

Jéssica Gillmansen (não errei, eles colocaram acento quando traduziram o nome) sempre morou na pequena e pacata não tão pacata assim cidade Junction, onde uma tragédia enorme aconteceu em sua vida, daquelas que fazem qualquer um perder o chão. Mas ela está seguindo com a vida, ou pelo menos tenta fazer isso, mas todos esperam que ela não consiga. Então em um dia durante a aula ela é solicitada na diretoria.

No olho do furacão entra o lindo/perfeito/novato sensação Pietr Rusakova (pronuncie Peter, por favor), que atrai todas as garotas do colégio, e instantaneamente torna-se o novo sucesso, para a infelicidade da protagonista, que é a responsável por mostrar ao novato a escola, logo para ele.

Ao passar pela porta ela conhece o lindo, sexy e misterioso (claro) Pietr (lê-se Peter) e a partir desse momento absolutamente tudo muda em sua vida, mas ela parece não estar disposta a aceitar ou perceber tal mudança já que se tenta de todas as maneiras possíveis se manter presa à sua antiga paixão, Derek, um jogador de futebol americano lindo e popular (criatividade mode on) e aproveita para fazer com que o lindo Pietr fique com sua amiga, Sarah. Sarah não é um tipo de amiga qualquer, ela está envolvida na maior tragédia da vida de Jessie.

Logo no início do livro, encontramos a atormentada Jéssica Gilmansen, e passamos à acompanhar sua vida. Tudo a partir daí será dito na visão de Jessie, com nuances de altruísmo por vezes doentio, me lembrou bastante a Katherine de Bela Maldade (quem já leu, vai me entender), houveram momentos em que fiquei até irritado com o jeito de ser da personagem, e ao invés de me fazer não gostar do livro, esse aspecto psicológico da construção me fez ser mais fã de Delany.

Os mistérios (revelados no título do livro) que envolvem Pietr e sua família vão ficando cada vez mais interessantes e Jessie começa a desconfiar que alguma coisa pode estar errada com ele quando o garoto sofre um acidente que mataria qualquer um e continua vivo e quase tão bem quanto antes.

Se tem uma coisa que não posso dizer é que a história é rápida, porque não é. A engenhosidade da construção é enorme, a escritora vai soltando pistas aqui e ali sobre o que aconteceu, e o que ainda vai acontecer, então as peças vão se encaixando ao decorrer da história, deixando tudo com um ar mais instigante.

A Maldição do Lobisomem me agradou bastante e fiquei realmente surpresa com uso da história mundial no livro, encantei-me pelo Pietr e gostei bastante de uma das melhores amigas da Jessie e do irmão mais velho do nosso lobo, mas ainda falando da personagem principal, durante boa parte do livro ela me irritou profundamente, para ajudar Sarah, com quem tem uma história bem peculiar, como já comentei, ela abdica de muita coisa! Não estou falando só do garoto pelo qual ela se descobre realmente apaixonada, nossa protagonista se deixa de lado em prol da outra garota, tenta salvá-la de si mesma como se isso fosse realmente possível, e aceita as humilhações de Sarah!

Os personagens também são formidáveis, minha favorita é Amy, melhor amiga de Jéssica, seguida de Sarah (pra quem já leu: ela é muito bem construída, gente, para), que também é amiga de Jessie, e Pietr, oh, P-I-E-T-R. Misterioso, inteligente, bad-boy. O que mais se pode pedir? Um lenço pra se abanar? 

Em um livro tudo o que eu menos quero de uma personagem é que ela seja um mártir! Meu desejo é que ela seja forte e independente, que por mais que passe por dificuldades saiba o que quer e corra atrás disso, mas acho que na maioria dos casos isso é pedir demais. Mas ela não é uma mosca morta, ponto positivo para ela e em certas partes eu consegui mesmo me colocar no lugar dela, mais um ponto... Um mistério me deixou particularmente curiosa, mas ele não é revelado neste livro, então estou bem curiosa para saber se isso será revelado no próximo, acho bem provável que sim. 

Outra coisa que me agradou no enredo foi a nova roupagem que Shannon deu ao conto do lobisomem, não, não foi nada caricato, as invenções de Delany não envolve lobos comedores de sangue e nem criaturas que brilham no sol. É novo. Novo mesmo.  Penso que podem sair maravilhas dali.

A diagramação é bem simples e como eu sempre falo, agrada-me muito mais do que quando a página do capítulo parece um outdoors cheios de propagandas. E eu adorei essa capa, muito mais bonita e chamativa que a original, na verdade as capas da editora são sempre muito bonitas, pelo menos as do livros que tenho aqui.

O fim do livro foi a parte na qual eu mais fiquei meio "ahn...?", tantas coisas acontecem, que talvez o leitor fique meio perdido, até a própria personagem diz isso logo no fim, se a escritora queria me deixar curioso, ela conseguiu.

Espero que tenham curtido essa resenha diferente, eu posso dizer que amei. De mim o livro leva quatro estrelas e do Matt ele leva três estrelas, e fico na torcida para que a Universo dos livros lance logo a continuação e não me deixe morrendo de curiosidade! 


Classificação final (Jessie):



Classificação final (Ma):

11 comentários:

  1. Boa tarde :)
    Essa obra eu não conhecia mas confesso que fiquei encantado com a resenha *--*
    Meus parabéns meninas :)

    Beijos e cuidem-se

    RIMAS DO PRETO

    ResponderExcluir
  2. Olá,

    Depois desta resenha super positiva eu já estou completamente curiosa para conhecer esta história. Tema sobrenatural é comigo mesmo, e adoro lobos misteriosos e sexys.

    Beijos

    Amigas entre Livros

    ResponderExcluir
  3. Oi,
    Para, para... querem me falir? ahshauahau
    História bem envolvente
    Depois dessa resenha, entra sem dúvida na minha lista =D
    Ótima resenha.

    Lucas / Era uma vez...

    ResponderExcluir
  4. Tava louca pra ler uma resenha desse livro. No IAN DAY que vai ter aqui em Jampa, quem comprar Amante Libertada ganha esse.
    E pelo visto tá valendo a pena!
    Adorei a resenha, mesmo achando o livro parecidíssimo com aquela série Teen Wolf (pelo menos pela renha, parece).
    Adorei a resenha em dupla. Achei legal que o Matt elogiou bastante mas só deu 3 estrelinhas. Isso é o que eu chamo de senso crítico.
    Gente... personagem mártir NINGUÉM MERECE =x
    Bem, ainda assim, faço minhas as palavras do Lucas "Vocês querem me falir?"

    Beijos

    www.passaporteliterario.com

    ResponderExcluir
  5. Não conhecia esse livro e pela resenha ele parece ser muito bom realmente, mas só de pensar que é série....:( rs

    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Eu não conhecia o livro, mas possuo uma quedinha por: "cachorrinhos tamanho GG" kkkkkkkkkkkkkkkkk
    Sem dúvida vai pra listinha de desejados.
    Foi bom ver a opinião de um menino, engraçado que eu nunca tinha pensado que eles se identificam com as personagens femininas kkkkkkkkkkkkkkkkkk
    bjos

    ResponderExcluir
  7. ADOREI a resenha de vocês em conjunto, rs.
    Vocês combinam na resenha, viu?!
    Me diverti e me empolguei pacas, aqui! *-*

    Acho que já tinha lido alguma resenha desse livro, mas DEFINITIVAMENTE, decidi ler depois dessa resenha de vocês! ;D

    Adorei!

    :*
    Mi
    Inteiramente Diva

    ResponderExcluir
  8. Adorei! Resenhas duplas são sempre legais. Dá trabalho, mas vale a pena!
    Então, eu sou meio como o Matheus... Não sou muito fã de lobisomens e depois de Twilight, aí que peguei implicância mesmo. Mas até tenho um pouco de vontade de ler o livro já que as opiniões são tão positivas.

    Gostei de saber que a história se desenrola aos poucos e não é jogada de qualquer jeito ao leitor.

    Bjs,
    Kel
    www.itcultura.com

    ResponderExcluir
  9. O livro já estava na minha lista de desejos, mas fiquei ainda mais empolgada com esta resenha. Aliás curti muito a resenha dupla, acho legal ter a oportunidade de ver duas opiniões sobre um mesmo livro de uma só vez.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  10. Olá!
    Adorei a resenha dupla, me diverti com os comentários alternados de vocês dois. =)
    Também não sou muito fã de lobisomem não, mas vocês pareciam tão empolgados que eu acabei ficando interessada em ler.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  11. Eu já estava louco para ler esse livro.. depois dessa resenha então! HUSAHUAS.. Muito boa a resenha..
    Com certeza vou lê-lo em breve! =)

    http://libraryinhouse.blogspot.com.br/

    Beijos

    ResponderExcluir