Marina - Carlos Ruiz Zafón

Uma das reclamações frequentes sobre livros curtos — poucas páginas — é sobre como a narrativa poderia ter sido mais bem desenvolvida e como os personagens poderiam ser mais trabalhados.  Marina é um livro consideravelmente curto, mas satisfaz totalmente os desejos do leitor. Nada falta. Lamentei, é claro, o final do livro. Gostei tanto, que por mim ele poderia ter se estendido muito, muito mais. Mas, Zafón não poderia ter sido mais feliz com essa criação. Com suas 189 páginas, temos em Marina um livro completo, inesquecível.

Barcelona, década de 70. Óscar tem 15 anos e vive em um internato. Nas suas horas vagas ele costuma passear pelas ruas da cidade e em um desses passeios ele acaba em uma ruazinha meio abandonada, com casas que aparentam já terem sido grandes mansões, mas que estão um pouco mal cuidadas... Uma casa em particular chama sua atenção. E em um surto de curiosidade ele adentra o recinto.

Mediante uma circunstância inusitada Óscar conhece os moradores daquela casa — Marina e seu pai Gérman. Entre eles surge uma relação de afeto e amizade, eles parecem uma família. Óscar passa a visita-los com frequência e nessas visitas surgem alguns diálogos e neles temos conversas incríveis. É maravilhosa a forma como o Zafón constrói os personagens. Eles são encantadores.

E um dia, que seria aparentemente somente mais uma visita de Óscar àquela casa, Marina o chama para um passeio. Durante a caminhada eles vão parar no cemitério da cidade e lá eles veem uma mulher misteriosa... Decidem segui-la. E uma vez tomada essa decisão suas vidas ganham uma dose grande de suspense e terror.

É extremamente difícil — para mim — colocar em palavras as minhas impressões sobre esse livro. Zafón foi capaz de construir uma história com toques sobrenaturais e personagens fortes, profundos que nos conquistam verdadeiramente. Marquei inúmeras passagens durante a leitura, eu simplesmente queria extrair do livro o máximo que eu podia. Sim, me apaixonei pelo livro e ele entrou para os favoritos.

Não sei quanto a você, que me lê agora, mas eu, algumas vezes me pego desanimada com algumas leituras. Algumas não rendem, não fluem, não instigam, não conquistam. Mas livros assim, como Marina, são capazes de trazer para o leitor aquela sensação de: sim, é por isso que eu amo ler!

O tempo faz com o corpo o que a estupidez faz com a alma. Apodrece. — Página 83

BOOK TRAILER


SOBRE O AUTOR

Carlos Ruiz Zafón é um dos autores mais lidos e conhecidos em todo o mundo. Iniciou sua carreira literária em 1993 com O Príncipe da Névoa (Prêmio Edebé), seguido por O palácio da meia-noite, As luzes de Setembro (reunidos em volume único chamado A Trilogia da Névoa) e Marina. Em 2001 publicou seu primeiro romance para adultos, A sombra do vento, que não demorou a se transformar em verdadeiro fenômeno literário internacional. Com O jogo do Anjo (2008), retorna ao universo do Cemitério dos Livros Esquecidos. Suas obras já foram traduzidas para mais de quarenta línguas e já conquistou inúmeros prêmios, além de milhões de leitores ao redor do mundo.



Classificação final:




Livro: Marina
Autor: Carlos Ruiz Zafón
Páginas: 189
Editora: Suma de Letras

24 comentários:

  1. Ok, Amanda, muito malvada você! haha
    Acabei de me arrepender um tico de não ter pego ele na prateleira quando pude. O que pensei é que era pequeno demais pro preço nada discreto... rs
    Enfim, agora já penso em dar uma chance ao livro. :D
    Lerei quando puder (espero que logo pois estou precisando de um livro bom de verdade!)

    Beijos ;*

    ResponderExcluir
  2. Já ouvi falar bastante desse livro em caixas de correio mais nunca tinha parado para ler nada sobre ele nem sinopse.
    Adorei a resenha e fiquei interessada, parece ser muito bom.

    bjs
    Tais
    http://www.leitorafashion.com.br

    ResponderExcluir
  3. É essa sensação que Marina te despertou que tenho procurado em minhas leituras... Espero poder ler!
    Beijão!

    ResponderExcluir
  4. Ééééé
    mais um post do lendo e comentando, bom demais! very much!
    Agora que vou querer ler mesmo esse livro! *_*


    Lucas / Era uma vez...
    livosecontos.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Amanda,
    "Marina" é realmente uma leitura gratificante. Acho que todos nós buscamos por essa sensação que você descreve em nossos livros do cotidiano.
    E a escrita de Zafón é apaixonante, você fica apaixonada por Barcelona, que é quase como uma personagem onipresente dos livros do autor. Esse lado dele gótico também é incrível, como gosto disso.
    Mas se quer uma dica, ainda mais que de "Marina", gosto de "A Sombra do Vento", com esse, sim, você vai conhecer a maestria dele. hahaha
    Além de quê, tenho uma relação especial com o autor pelo fato de ele usar a data do meu aniversário (26 de setembro) para ocasiões importantes em seus livros. A própria Marina, por exemplo, também nasceu nesse dia. E em "A Sombra do Vento", algo acontece. Um dos livros do autor se chama "Luces de Septiembre". Fico ou não lisonjeada? heiuheiuehieh

    Beijo!
    Ana - Na Parede do Quarto

    ResponderExcluir
  6. Só por ser do Zafón já é o motivo pra ler. Pena que ele é fino pacas, só não comprei ainda por causa disso hm Todos os livros dele que li, cada frase é uma arte, marquei vááárias passagens tbm.

    ResponderExcluir
  7. Nossa, fiquei intrigada agora! Com certeza esse livro entrará na minha lista de desejos para esse ano! Compreendo bem o que vc mencionou, sobre uma leitura que não te conquista, estou passando por isso com um certo livro (que aliais é um fenômeno, mas eu não estou tão envolvida...)

    Bjs

    www.daimaginacaoaescrita.com

    ResponderExcluir
  8. Sempre me irrrito um pouco com livros curtos, principalmente se forem bons. Dá uma sensação ainda maior de quero mais. Mas esse livro parece ser muito bom, vou dar uma procurada!Rs

    Ah, não comentei no post anterior então, Feliz Dois anos para vocês. Que continuem com esse blog super lindo e super ultil para nós leitoras!

    Beijao =*

    ResponderExcluir
  9. Meninas fico tão feliz qnd venho por aqui e vejo que vcs estão ótimas e fazendo um ótimo trabalho =)
    Desculpas pela ausência mas tô tentando ler os livros pendentes de minha estante, deixar meu blog bem legal, levar uma vida legal mas nunca esqueço vcs viu!!!
    Bjos e sucesso!!!

    Ainda não li esse livro mas todos falam muito bem!!!

    ResponderExcluir
  10. Esse livro está baratinho no site da FNAC. Ai.. acho que vou comprar hein, estou querendo a muito tempo. A sua resenha ficou bem interessante...parabéns!

    abraços,
    Luciana
    http://www.folhasdesonhos.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. Também adorei Marina! Zafón realmente desenvolve muito bem os personagens. E suas histórias. E a escrita dele é maravilhosa. Virei fã.
    E, realmente, o livro é curtinho, mas como você disse, a história foi super bem desenvolvida.

    Beijo!

    ResponderExcluir
  12. Morro de vontade de ler esse livro. Já li tantas resenhas positivas.. mas estou sem tempo pra nada. E dinheiro então, nem se fala.

    Beijocas,
    Thais P.
    http://thaypriscilla.blogspot.com

    ResponderExcluir
  13. Oie Amanda!

    Eu morro de vontade de ler este livro e nem preciso dizer que quero ainda mais agora né. Eu ainda não li nada do Zafón, mas espero muito conseguir ler Marina. Livros pequenos quando são pequenos nos deixam carentes de mais.Acredito que envolva um mistério com Marina e é isso que me instiga ainda mais. A capa é bem bonita. Eu fiquei um tempo lendo e nenhum tornava-se favorito e quando isso ocorre é muito gratificante.

    Beijos :D

    ResponderExcluir
  14. Ainda não li Marina, mas como o assunto é Zafon; foi assim que eu me senti enquanto lia A Sombra do Vento: é por livros assim que eu leio, sei lá cara, Zafón ensina a escrever, ensina a fazer um livro simplesmente inesquecível *-*
    Beijãão

    CC
    http://blogcabelosaovento.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Está ai,um livro que eu tenho muita vontade de ler. Zafón, é um autor muito elogiado por suas obras, e isso me faz querer ler algo que ele tenha escrito, mais nunca tive esta oportunidade.
    Até fiquei apreensivo pela pouca quantidade de páginas. A capa eu achei muito linda, me chamou atenção, e eu não quis ler nenhuma resenha deste livro. Mais confio muito no L&C, e adorei a resenha. Co poucas palavras fiquei encantado e com muito mais vontade de ler este livro. Eu adorei o quote que você colocou Mandita, é profundo, e me faz refletir no quanto todo o livro também deve ser. Vamos ver quando terei a oportunidade de lê-lo, espero que logo.

    Beeijos
    Elder Koldney

    ResponderExcluir
  16. Acabei de o ler. É realmente um livro fascinante! Zafón mudou para sempre a minha vida e a minha forma de olhar para o mundo e, seguindo o conselho de Marina, aprendi a recordar aquilo que nunca aconteceu...
    Um grande abraço a todos e boas leituras.

    ResponderExcluir
  17. @João Costa

    Olá João! Que bom que gostou do livro também. :) A Marina é uma personagem encantadora, né? Quero muito ler os outros livros do Zafón, genial a sua forma de escrever.
    Beijos,
    boas leituras pra você também.
    — Amanda.

    ResponderExcluir
  18. francamente, não sei como um livro desses ainda não virou um filme, obra prima.

    ResponderExcluir
  19. Gente, talvez eu aqui seja uma exceção, mas meus gostos são realmente diferentes da maioria, rsss. Não sei dizer o que não "caiu bem" na história fantástica de Marina, Oscar e o pesadelo gótico que viveram ( e do idílio também, claro ).

    Talvez eu tenha feito comparações demais com J. K. Rowling, e achado que "Marina" tinha um quê de fantasia potteriana. Que o russo maluco tivesse um quê de Lorde Voldemort... e que Zafón não deveria ter misturado tantos dramas profundos e bem realistas, com um suspense pra lá de fantasioso...

    Bem, o fato é que o final foi muito, muito deprimente. Não combinou com o suspense gótico e com o terror à la Fantasma da Ópera, ou com os mistérios todos. O final deveria ter sido mais normal, mais suave.

    Mas, enfim, gosto é gosto.

    ;)

    ResponderExcluir
  20. Realmente é um livro magnifico em todos os sentidos. Sabe dar medo na hora certa e emocionar na hora certa. Sou fã do Zaffon, e sinceramente achei Marina ainda melhor que o excelente "A Sombra do Vento" e o ótimo "Prisioneiro da Nevoa". Estou lendo o "Jogo do Anjo" e recomendo também.
    Um dica, um livro que me prendeu bastante e acho a leitura bastante válida é "O Físico" de Noah Gordon.
    Abraço à todos.

    ResponderExcluir
  21. Acabei de ler, e achei isso mesmo, apesar de pequeno, muito bem escrito! Ler a última página foi triste..não queria abandonar Marina,Óscar nem Germán!

    Kolvenik coitado...

    Beijos, adorei o blog, to seguindo

    ResponderExcluir
  22. Há uns poucos dias terminei de ler Marina e fiquei maravihada. Uma aventura juvenil muito bem desenvolvida. Carlos Ruiz Zafón foi uma grande surpresa. Recomendo o livro.
    Regina
    www.livroerrante.blogspot.com

    ResponderExcluir
  23. Esse livro é muito triste mesmo no final, acabei de lê-lo hoje... Mas o livro é muito bom mesmo.

    ResponderExcluir
  24. Noossa estou louca para ler algo deste escritor, oh vontade de comprar urgenteee um livro dele

    bjooo - conheci agora já estou seguindo

    michelemourao.blogspot.com

    ResponderExcluir