Extraordinário - R. J. Palacio


Sinopse: R. J. Palacio traz à tona a luta contra o preconceito ao contar a história de um menino de 10 anos que nasceu com uma síndrome genética cuja sequela é uma severa deformidade facial. Narrado da perspectiva de August e também de seus familiares e amigos, com momentos comoventes e outros descontraídos, Extraordinário consegue captar o impacto que um menino pode causar na vida e no comportamento de todos, família, amigos e comunidade – um impacto forte, comovente e, sem dúvida nenhuma, extraordinariamente positivo.

Extraordinário é o livro de estreia da autora R.J. Palacio. Conheci o livro algumas semanas antes de sua publicação aqui no Brasil, o título original — Wonder — chamou a minha atenção e eu fiquei instigada a lê-lo. Faltando alguns dias para o livro ser, finalmente, publicado aqui eu recebi da Editora Intrínseca uma prova do livro e comecei a leitura de imediato.

Aliás, meu nome é August. Não vou descrever minha aparência. Não importa o que você esteja pensando, porque provavelmente é pior. Página 11

Nosso personagem principal é o August — ou Auggie —, ele nasceu com uma síndrome genética rara que fez com que o seu rosto não tivesse uma formação perfeita. Por essa razão, ele nunca frequentou uma escola. Como ele era submetido a diversas cirurgias, isso o impossibilitaria de acompanhar o ano letivo, normalmente, com os outros alunos, por isso sua mãe o educava em casa.

Mas isso irá mudar. August está com 10 anos e sua mãe decide matriculá-lo em uma escola. O pai fica um tanto receoso com essa decisão e quando contam isso ao Auggie ele não aceita muito bem a ideia, mas depois de conversarem a respeito ele decide tentar. E assim começa toda a questão sobre: como o primeiro dia de aula em uma escola nova pode ser complicado. Olhares estranhos dos colegas, cochichos, risadinhas e comentários infelizes são algumas coisas que o assombrarão por um tempo.

No livro não temos apenas o ponto de vista do August. Os capítulos se alternam permitindo assim, que vejamos a história sob outras perspectivas. Isso foi algo que enriqueceu a história, pois assim conhecemos o pensamento das pessoas que convivem com o Auggie e, dessa forma, entendemos que, se o dia-a-dia é um desafio para o August, ele também o é para sua mãe, seu pai, sua, irmã, amigos, etc.

Eu gostaria que todos os dias fossem Halloween. Poderíamos ficar mascarados o tempo todo. Então andaríamos por aí e conheceríamos as pessoas antes de saber como elas são sem máscara. Página 80

O livro é repleto de referências, como por exemplo: Star WarsAuggie é um grande fã! —, O Hobbit, Green Day, David Bowie, Diário de um banana, Guerra e Paz (Tolstói), entre outros. Adoro livros que citam alguns filmes, livros e música, então, esse foi um fato positivo durante a leitura.

Um ponto que me incomodou durante a leitura foi o fato da palavra “extraordinário” aparecer diversas vezes. Sinto-me muito incomodada quando existe essa necessidade do título do livro aparecer inúmeras vezes durante a história, como se para explicar o porquê da escolha do título. Outro ponto foi o humor que a autora tentou introduzir na história. Vez ou outra, algum fato, aparentemente, engraçado aparecia na história, mas, a meu ver, eram forçados. Sabe quando você sente: eu deveria estar rindo agora, mas a situação, simplesmente, não te diverte? Então, tive essa sensação algumas vezes.

É um bom livro? Sim, mas não nos apresenta nada de novo. Mostra-nos como é importante saber lidar com as diferenças, como é importante aceitar o outro, conhecê-lo verdadeiramente, tentar compreendê-lo. E sobretudo, trata-lo como um igual, mesmo que a princípio, ele pareça bem diferente do que estamos acostumados. É uma história fofa, bonitinha. E consegue mandar o seu recado, mas é um tanto previsível e não muito original. Como eu disse, é o primeiro livro da autora e eu leria outros livros dela. Acredito que ela tem potencial para nos apresentar, futuramente, ótimas histórias.

Classificação final:




Livro: Extraordinário
Autora: R.J. Palacio
Tradutora: Rachel Agavino
Páginas: 318
Editora: Intrínseca

12 comentários:

  1. Oiie, tenho lido muitos comentários bons sobre o livro e achei a capa bem instigante.
    Confesso que comprei o livro mas não tive como passar ele na minha enormeee fila de livros para ler !!
    beijos
    Raíssa Lis
    Flor de Lis - http://florderaissalis.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. apesar de você ter negativado um pouco a sua resenha, não perdi a vontade de lê-lo! :P
    ainda não li né, mas quero muito... estou muito curiosa!
    acho que talvez, o fato de estarmos esperando muito da história, nos decepcionamos um pouco... :S

    ResponderExcluir
  3. Oi gostei muito da sua resenha.. Deu até vontade de ler , apesar de algumas criticas .. Vou ver se compro ele para mim .. Bjos Mandinha <3

    ResponderExcluir
  4. Olá linda, tudo bem com você ?
    Passando para dizer que adorei o seu blog. Achei ele que por acaso, pois estou visitando bastante gente hoje (risos)
    Mas adorei suas postagens, ainda mais se tratando de algo comum que são os livros. Enfim...Gostaria de te convidar a conhecer meu cantinho e também se quiser me linkar e me seguir, farei o mesmo pelo seu blog. Se puder também curtir minha pagina no facebook estarei te aguardando. Gostei muito daqui e espero que possamos ser boas amigas.
    beijinhos e parabens pelo seu cantinho. Adorei o Layout também =]]

    beijinhos querida

    JÁ ESTOU TE SEGUINDO...me segue e me avisa que eu te linko em meu blog, pois visito todos linkados lá !!


    lovereadmybooks.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Ei Amanda, sempre leio comentários tão positivos sobre o livro que achei que era unânime. Primeira vez que alguém comenta que é uma história boa, mas não tão boa assim ;x rsrs
    Gostei do que você escreveu, e isso me anima a fazer a leitura do livro com mais pé no chão.

    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Olá!
    Já li esse livro e gostei bastante. O fato de ficar repetindo a palavra ''extraordinário'' também me incomodou um pouco mais gostei do livro mesmo assim :) Ótima resenha!

    Beijos,
    sonhando-com-livros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Nossa, eu achei esse livro muito bom. Adorei o tema em si que é abordado, a diferenciação dos pontos de vista. Pra mim está entre os meus preferidos até agora. Mas o que me incomodou acho que foi a tradução. Senhor Buzanfa num rola, né? huahuahua

    beijos
    Kel
    porumaboaleitura.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Esse livro está na minha estante desde janeiro e ainda não o li. Estou com receio de me emocionar muito, porque esses livros que envolvem questões reais da sociedade, sobre diferenças e preconceitos mexem muito comigo. Espero gostar. Beijos, Mi

    www.recantodami.com

    ResponderExcluir
  9. Eu tenho interesse em ler Extraordinário, mas não aquela vontade maluca...
    Na maioria das vezes, os livros da Intrínseca me chamam muito a atenção na época de lançamento, porque todo mundo está falando - geralmente MUITO BEM - do livro em questão e eu acabo me interessando, mas com o decorrer do tempo, acabo percebendo que posso lê-lo mais à frente, que talvez ele não seja tão maravilhoso quanto achava ou que, com certeza, não vou gostar tanto quanto as outras pessoas, então não invisto nele... Espero achar disponível em alguma biblioteca da cidade x)

    Beigos,
    Maura - Blog da /mauraparvatis.

    ResponderExcluir
  10. O livro retrata o dia a dia de uma criança que tem que lidar com o preconceito e as diferenças, é um livro que conta a realidade de muitas pessoas, amei a sua resenha,curiosa para ler esse livro.
    :)

    ResponderExcluir
  11. Mandita meu amor, eu já tinha visto a capa deste livro por ai, e por não gostar muito, nem lia a sinopse nem nada. E agora, vendo que você fez a resenha eu me animei de ler e posso dizer que a premissa da história me pareceu muito interessante. Pode ter certeza que é um livro que eu vou colocar como desejado, porque fiquei bem curioso sobre como a trama vai se desenrolar e como o garoto vai lidar com o novo.
    Não ignoro os pontos positivos, até porque livros com humor forçado me deixam bem estressado, mas mesmo assim ainda vou dar uma chance.
    Gostei muito da sua resenha, foi bem esclarecedora e todos os pontos =D

    Elder Koldney

    ResponderExcluir
  12. Quando esse começou a ser vendido e eu vi a sinopse dele, MEU DEUS como eu queria tê-lo logo. Então, comecei a caçar sobre ele em alguns grupos no skoob. Daí achei um pdf dele (e de muitos outros) :$ baixei e comecei a ler no mesmo dia. Terminei no dia seguinte. :D É uma leitura leve, a linguagem é bem sofisticada pelo tema do livro e assim, eu gosto de livros que mexam comigo, que eu me importe com os protagonistas. Geralmente tenho lido mais voltados para fases de escola, namoro, paqueras, mas leio de tudo e principalmente que eu sei que vou me importar com os protagonistas. O August, poxa, tive uma certa pena dele no começo pelo o fato de pessoas encararem ele e essas coisas mas depois comecei ver a história por outro lado. Mexeu muito comigo o livro. Li ele como se estivesse lendo A Culpa é das Estrelas do Green *-* me senti em casa, rss' O ruim é que eu queria ter lido em livro, não no ebook, rss' mas não desanimei :P Uma leitura ótima para quem gosta e quem quiser uma leitura nova e de certa forma emocionante.

    ResponderExcluir