A menina que colecionava borboletas - Bruna Vieira

A menina que colecionava borboletas é o terceiro livro publicado pela Bruna Vieira, todos publicados pela Editora Gutenberg. Dos três livros publicados um deles é romance — De volta dos quinze — e os outros dois são de crônicas — Depois dos quinze e A menina que colecionava borboletas. A Bruna é a criadora do blog Depois dos Quinze e, por mais que eu conheça o blog dela e o acesse às vezes eu a acompanho mais pelo seu canal no Youtube. Não tenho o costume de ler os textos que ela posta em seu blog, então fui conhecer a sua escrita através desse livro.

Admiro muito a Bruna pela sua história de vida. Ela morava em uma cidade no interior de Minas — assim como eu — e muito nova ela saiu de casa e foi morar em São Paulo para correr atrás dos seus sonhos. Sua força e coragem para sair de casa com tão pouca idade rumo a uma cidade absurdamente maior que a que tinha nascido é, sem dúvidas, admirável.

Eu quis ler o último livro publicado por ela porque, por ser o mais recente pensei que pudesse me identificar bastante com as crônicas dela, afinal temos praticamente a mesma idade. Mas essa identificação que eu pensei que aconteceria não aconteceu. Eu não achei as crônicas ruins, elas apenas não conversaram intimamente comigo. As crônicas são bem pessoais, acabamos conhecendo um pouco mais da Bruna enquanto lemos. E, por possuírem esse caráter mais pessoal, talvez você, que me lê agora, pode ter a minha idade — ou mais — e se identificar com os textos. A identificação vai muito da experiência de vida de cada um.

A leitura acabou se tornando nostálgica, pois me remeteu aos anos de 2010 quando eu criei o meu tumblr para escrever sobre tudo o que quisesse, sobre tudo que eu estivesse sentindo e quisesse colocar pra fora. E, nessa época, além de postar coisas minhas eu acompanhava o tumblr de outros usuários que também escreviam sobre esses sentimentos adolescentes. E as crônicas da Bruna me permitiram reviver esses anos enquanto as lia. Pois se assemelham aos textos que eu gostava de ler na época. Eu, atualmente com 20 anos, não me identifiquei com o que li em “A menina que colecionava borboletas”, mas tenho certeza que a Amanda de cinco anos atrás se identificaria.

A maioria das crônicas é sobre relacionamentos, outras falam sobre mudanças, sonhos, medos. E praticamente todas as crônicas do livro passam uma mensagem otimista. De esperança, de acreditar em si mesmo, de correr atrás dos seus sonhos, de gostar de você do jeito que você é. Isso torna a leitura altamente recomendável para adolescentes — a meu ver — pois adolescência pode ser uma fase difícil da vida. Muitos questionamentos, muita insegurança. Muita vontade, muito receio. Um turbilhão de pensamentos que a gente, muitas vezes, não sabe como lidar. Acredito que essas crônicas podem ajudar a pensar um pouco em alguns assuntos que nos assombram nesse momento da vida.

Já disse e ressalto minha admiração pela coragem da Bruna de enfrentar a vida desde nova. Acompanhando seus vídeos vejo quanta coisa ela já conseguiu realizar. Espero que sua história inspire muitos por aí e, se assim for sua vontade, que um dia ela escreva também para um público mais velho, ficarei na torcida para que o faça e tenha sucesso.

Resenha em vídeo


Livro: A menina que colecionava borboletas
Autora: Bruna Vieira
Editora: Gutenberg
Páginas: 152

5 comentários:

  1. Acabei gostando mais desse que do "Depois dos quinze", achei que ela pareceu mais solta nas crônicas. Só não gostei tanto assim dos contos - acho que ela escreve melhor e com mais segurança quando fala direto com o leitor. Essa capa é linda!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Mareska!

      Esse foi o meu primeiro contato com um livro da Bruna, então não tive com o que comparar. Algumas pessoas me disseram que gostaram do romance que ela escreveu, o "De volta aos quinze". Talvez um dia eu o leia.
      Essa capa é linda mesmo! Tanto a capa quanto as ilustrações de dentro do livro.

      Beijos!

      Excluir
  2. Ainda não li nada da Bruna, mas os livros dela são tão elogiados que constantemente me repreendo por não tê-los lido ainda.. Quero mudar isso logo e conferir a escrita da autora.

    http://soubibliofila.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia sim, Delmara. :) Eu não me identifiquei tanto com as crônicas desse livro, mas talvez você tenha uma experiência diferente com ele. Beijos!

      Excluir
  3. Tenho muita vontade de ler devido ao murmurinho de todos hahaha. Mas tenho medo de me decepcionar um pouco e encarar dessa forma como você. De qualquer forma o único jeito de descobrir será lendo-os!

    http://paixaodeleitora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir