O Amor Não Tem Leis - Camila Moreira

É indiscutível que um dos gêneros mais vendidos hoje em dia são os romances com conteúdo adulto e, para ser bem sincera, gosto bastante do gênero, mesmo me frustrando com a história desenvolvida pelos autores e autoras uma boa parte do tempo. O caso é que O Amor Não Tem Leis, que é exatamente um desses livros adultos, fez com que eu ficasse apaixonada pela história de Clara e Ferraz e admirasse mais uma autora nacional!

Alexandre Ferraz é um advogado penalista renomado, desde que seu pai se aposentou ele assumiu o escritório e agora comanda com firmeza o lugar, que ganhou ainda mais credibilidade. Ele e o irmão mais novo, Diego, trabalham duro para manter o padrão do escritório, mas diferente do caçula da família Ferraz, Alexandre não é tão sociável e uma de suas regras na empresa é "nada de estagiários", pelo menos para ele. Então o jovem advogado fica revoltado quando o pai designa uma amiguinha da irmã mais nova para ficar sob a sua supervisão no estágio da empresa.

Maria Clara, por outro lado, não andou exatamente comprometida com a faculdade de Direito, ela trancou o curso por um ano para viajar com um cantor famoso pelo mundo, claro que seus pais não sabiam disso e imaginavam que ela estava no Canadá aprimorando o seu inglês. Então, quando a jovem precisa de horas de estágio para concluir a faculdade ela recorre a sua antiga amiga, Priscila Ferraz, para ajudá-la a conseguir uma vaga de estagiária em um dos melhores escritórios do país, com um dos melhores penalistas brasileiros.

O que Ferraz não esperava é que a amiguinha da irmã fosse uma mulher absolutamente linda e completamente sexy. Já Clara não esperava que o seu chefe não fosse ser um senhor de idade, ela fica surpresa ao descobrir que ele não é só irresistível, mas que também teria que lidar com uma grande tensão sexual.

Claro que nenhum deles vai conseguir resistir durante muito tempo, claro. Eles acabam se rendendo ao desejo não muito depois de se conhecerem, mas mesmo que a noite tenha sido a melhor de todas para ambos eles já decidiram: ela será a única. Mexido com o sexo que aconteceu com Clara, Ferraz quer porque quer outras noites, mas ela acaba colocando o chefe em seu devido lugar e avisando que não vai acontecer um revive do que aconteceu e isso o atormenta ainda mais. Alê não está acostumado a levar "não" em sua vida.

É quando ele começa a tecer um plano que tem tudo pra fazer Clara implorar por ele, ele começa a ignorá-la e só tratar de assuntos profissionais com ela, o que, certamente, confunde a cabeça da mulher. O golpe final é dado depois de ela tê-lo visto em um júri e decidir que não aguentaria mais um dia e quando finalmente! ela decidi que quer uma nova noite com ele o que acontece? Ela o vê com outra mulher, uma amiga de longa data na verdade, mas Clara não sabe disso. Isso a deixa com ciúme e ela sai pra beber.

Na boate, com Laís, sua outra melhor amiga Clara já bebeu bastante quando encontram Bruno, um advogado que é amigo de Ferraz. Por causa de um enorme mal-entendido os dois voltam a ficar juntos, mas não sem antes acertarem alguns pontos... O problema é que ela esconde um grande segredo que pode dificultar muito a vida deles dois.

Como já disse no começo da resenha, eu realmente gosto desse gênero e um dia vou explicar mais pra vocês... Mas focando nesse livro: eu adorei! A escrita da Camila é fluida e realmente te prende. Claro que o livro tem seus clichês, mas a Clara é uma protagonista tão diferente do que estou acostumada, nada da bobinha que é insegura e totalmente irritante! Maria Clara é obstinada e feminista, não tem nenhum medo de mostrar sua feminilidade e, maquiagem e saltos não são um problema pra ela.

Mas ela é uma jovem mulher de 23 anos que já passou por uma coisa terrível, não tem a vida perfeita e em tons de rosa. Ela é forte porque aprendeu a ser e, mesmo assim, tem suas fragilidades. Clara é uma das personagens mais reais que tive o prazer de ter contato. Já Alexandre parece ter sido inspirado em um grande amigo meu, enquanto lia vi tantos traços do meu mencionado amigo no Alê que era até assustador! E acredito que por isso mesmo eu me "apaixonei" por ele, foi bem interessante a experiência. 

Outras coisas, no entanto, me incomodaram. A questão do ciúme doentio do Ferraz era um tanto assustador e sou o tipo de pessoa que não acredita que ciúme, ou o sentimento de posse, sejam provas de amor. Todo livro que leio tem isso, toda vez fico incomodada. Clara também me deixa um tanto frustrada em alguns momentos e isso é só mais uma coisa que sempre vai acontecer porque pessoas me frustram na vida real então como poderia ser diferente na literatura? Bom, tem um vocabulário bem tenso, se é que vocês me entendem, mas, por incrível que pareça, não me incomodou.

Não posso esquecer de comentar apenas mais duas coisas: achei essa capa um tanto constrangedora para se ler em público. Eu entendo o gênero do livro, mas não seria possível uma coisa mais discreta? E a segunda é que o livro tem uma carga dramática legal no final (eu inclusive chorei e ainda fiquei revoltada com o final!), então não é só cena de sexo o tempo todo, apesar de serem muitas!

Você tem mais de 18 anos e gosta do gênero? Eu recomendo que não perca tempo e leia logo O Amor Não Tem Leis e se junte aos fãs do Lobo Mau. Não sei quanto tempo vai demorar pra lançar o segundo livro ou quantos mais serão, mas estou bastante curiosa sobre a continuação.

28 comentários:

  1. Olá Jessie!

    Concordo completamente com você em relação à capa! Eu não sei se teria coragem... O título as vezes já é constrangedor, imagine a capa... Livros neste estilo, eu prefiro ler em casa, isolada em meu quarto, rs.
    Adorei a sua resenha, e sinto que vou amar o livro! Adoro o gênero, quando elas sabem escrever. Quando o sexo fica cansativo, eu acabo não gostando. Adoro o sexo no livro, mas não gosto quando a autora exagera e fica só falando disso. Este, pelo que você falou, parece ser ótimo em relação a isso :D

    Beijos,
    Ana M.
    www.vicioemlivros.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que ninguém reclamaria se a capa fosse um pouquinho mais discreta né? Eu também prefiro ler esse tipo de livro em casa Ana!

      Que bom que gostou da resenha <3 e se você for ler não deixe de me mandar o link pra eu poder saber o que achou!

      Beijos

      Excluir
  2. Oi Jessie <3

    Então, eu também gosto muito de livros desse gênero, apesar de todos terem basicamente o mesmo enredo. Gostei bastante da premissa do livro... E confesso que tenho uma leve queda por advogados, o que me faz querer ler o livro ainda mais. huaehauehauhea

    E concordo com você, a capa é um pouco provocativa demais. Imagina só, a gente lendo toda tranquila e todo mundo olhando pra gente porque tem um cara semi nu na capa do livro. Não rola né. HAUEHAUEHAUEHAUEHAE

    Beijos! <3
    http://www.roendolivros.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ana <3

      Isso dos enredos se repetirem me incomodam muito também Na, queria um tiquinho mais de criatividade, é mais ou menos "deu certo isso então vou fazer também", mas esse livro trouxe algumas peculiaridades que realmente me fizeram gostar dele haha

      Ana Clara você tirou as palavras da minha boca: também tem uma queda por advogados (e promotores, e juízes e delegados - bonitos kkkkkkkkkk) enfim... Essa capa podia ter sido um tiquinho mais discreta, não da pra sair com esse livro na rua sem uma capa pra tampar a capa né! hahahahahaha

      Beijos

      Excluir
  3. Eita eu adoro também! Já li muitos. Fiquei com muita vontade de ler esse pela sua resenha.
    É quase impossível se afastar dos clichês, principalmente porque essas autoras são muito influenciadas por EL James.
    Realmente esse tipo de ciúmes me incomoda e também adoro uma personagem com personalidade.
    Vou procurar :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Léa é um livro ótimo, como eu disse, se você gostar do gênero, então já que gosta pode apostar sem medo. A Clara é bem divertida e de personalidade bem forte e no final ainda tem umas coisinhas surpreendentes \o/

      Beijos

      Excluir
  4. Gostei da descrição da Maria Clara, mas com relação a livros com conteúdo adulto, esse acabou não me chamando a atenção. De qualquer maneira, se ele é um livro legal, a editora podia ter feito um trabalho melhor com a capa... essa ficou bem esquisita oO

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem gente que realmente não gosta do conteúdo adulto desses livros, totalmente compreensível Mareska... Já que não é uma fã do gênero nem vale a pena cogitar a leitura, sempre que insisto em circular em gêneros que não gosto simplesmente detesto a leitura. Essa capa é bem tensa, imagina ser surpreendida com ela por alguém mais velho? Ia ser uma situação bem constrangedora!

      Beijos

      Excluir
  5. Olá,
    Recentemente a Suma está apostando bastante nesses livros do gênero, fiquei feliz em saber que eles iriam uma autora nacional. Não sabia que o livro era tão bacana, se eu gostasse do gênero iria me interessar e ler!
    Beijos.
    memorias-de-leitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Oi Jessie
    Infelizmente não tenho nenhum tipo de interesse em livros desse gênero, apesar de estar aumentando muito e alcançando leitores de diversas idades, livros com conteúdo adulto me passam a impressão de ter a mesma história. Se eu tivesse apreço ou até mesmo curiosidade eu leria esse livro, afinal a resenha está super bem escrita e uma crítica bem positiva, porém dessa vez eu passo (mesmo com a capa bem ousada, haha)
    Grande abraço e que a força esteja com você!
    http://www.paradageek.com/

    ResponderExcluir
  7. livro maravilho já li ele agora só falta o outro o julgamento final

    ResponderExcluir
  8. Respostas
    1. Eliana vc ja encontrou em PDF????
      bianasoares2005@yahoo.com.br

      Excluir
    2. Se vcs já conseguiram em pdf, manda no meu email por favor? xpluhhxp@hotmail.com

      Excluir
  9. Parabéns, Você tem uma boa escrita e realizou uma ótima resenha.

    Todavia, devido a segmento deste tipo de literato eles muitas vezes se tornam lineares, não deixam de ser bons e demonstrar realmente a natureza sexual de uma determinada população.

    Mas ao meu ver existem outros autores dentro dessa linha que são muito bons e muitas vezes esclarecem o que é aquilo que ele está retratando e torna o romance um tanto mais verdadeiro.
    se você gosta da linha: procure por Shayla Black, Sylvia Day, Jodi Ellen Malpas, Megan Maxwell entre outros, estes livros e series são bons e viciantes então caso goste boa leitura.

    ResponderExcluir
  10. Estou adorando conhecer esta série. Tanta gente falando bem dela e eu aqui na vontade de ler. Sobre a capa... É realmente apelativa demais. Mais acho que isso foi feito pra instigar a mulherada a ler. Não dizem que a gente come primeiro com os olhos e depois com a boca? Pois é. Acho que este foi o caso. Mais gostei bastante do que li na resenha. Me incentivou mais a ler. E amo história que contenham sexo mais também conteúdo. Chega de histórias vazias sem sentido nenhum.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  11. Essa e a primeira vez que leio algo sobre esse livro, a trama me pareceu ser muito boa (e essa capa menina?! eita) porem no momento não é o tipo de leitura que estou lendo, porem vou deixar marcado para ler no futuro!

    ResponderExcluir
  12. Bem, com meus 62 anos de idade, já fui chamada de "velha psicodélica e safada" ao comentar que gosto de livros com tema adulto. Há tempos tenho visto e lido resenhas dos livros, mas até o momento não consegui comprá-los, então me resta aguardar o sorteio e torcer muito para ganhar os dois de uma só vez. bjkinhas

    ResponderExcluir
  13. Então, não sou muito fã de livros com essa temática. Li poucos, mas todos eram apelativos demais e sem enredo. Esse pela menos tem uma proposta diferente.
    Gostei da ideia de um romance/rolo se desenvolvendo nos cenários de tribunais e escritórios de advogacia. Porque sai do lugar comum.
    E a protagonista é independente e decidida: gosto disso!

    ResponderExcluir
  14. O gênero desse livro é um tanto complicado. Livros eróticos tendem a ser muito previsíveis, nas primeiras páginas você já tem uma ideia do que irá acontecer ao longo da história. São poucos, pouquíssimos mesmo, os que realmente me prendem. Eu gostei da profissão da personagem principal, o Ferraz, acho que pessoas que trabalham nessa área tendem a ser mais fechados, marrentos e eu gosto. Haha Mas esse clichê de estagiária... sei, não. No entanto, aparentemente, a história é bem elaborada, então acho que vale a pena. A respeito da capa, ela é bem indecente pra se ler por aí, concordo, mas ela é linda.

    ResponderExcluir
  15. O livro é ótimo! Super recomendo.

    ResponderExcluir
  16. adorei, o livro muito bom. prende até o final dos dois livros.

    ResponderExcluir
  17. Oiii,
    Não conhecia esse livro até o momento, e adorei a sua resenha, agora estou super curiosa em realizar a leitura deste livro. Estou louca também pelo lançamento de 8 segundos novo livro dessa autora, parece super interessante :)
    Beijos.

    Leitora Assídua

    ResponderExcluir
  18. Olá, será q já tem em PDF, S tiver podem mandar por email para mim..thassilawenny@gmail.. Agradeço, adorei a resenha

    ResponderExcluir
  19. Cm os filmes Brasileiros há palavrões d+..tirdo isso a história é boaan

    ResponderExcluir
  20. Bem, ouvir falar bastante deste livro.
    Amei a resenha!
    Alguém pode me mandar o primeiro??
    Só consegui baixar o segundo, estou louca tentando baixar.
    Se alguém puder, por favor me mande pls.
    thatyaneebelschansky@gmail.com

    ResponderExcluir
  21. Já Li esse livro, tanto ele, como o segundo(O amor não tem leis-O julgamento final),amei os dois, já li vários livros, mas, nenhum deles tinham me encantado tanto quanto esse.Adoro romances, e por mais que esse retrate uma história diferente, e ao mesmo tempo tão conhecida, ela tem algo que faz com que o leitor vicie, como se alguém comece ler, e quando para, dá uma vontade imensa de não parar, como se fosse um filme que você começa a assistir, e quer saber saber o final.
    Sem falar que, essa livro não saiu até agora da minha mente, deve ser porque em minha vida tem um problema parecido com o de Maria Clara, um amor por uma pessoa que somente envolveria algo sexual, mas acabou passando a ter um significado maior, e fez com que, tanto eu como a outra pessoa mudar, assim com Ferraz e Clara.
    Sobre a capa, eu sou bem sincera em falar que gosto de ver capas e títulos de livros que condizem ao contexto dele, se o livro é um romance um pouco erótico, a autora não teria de esconder nada, e foi bem sincera, apresentando essa capa, então, se te ofende lê-lo na frente das pessoas, aconselho ler em casa.

    ResponderExcluir
  22. Oii, eu não li esse livro ainda mas tenho muita vontade de ler e estou pensando em compra-lo. li o outro livro da Camila Moreira que se chama "Oito Segundos" sempre fui apaixonada por romance e é meu gênero preferido mas a autora me surpreendeu pois foi o primeiro romance nacional que eu li e na minha opinião deixou muitos livros estrangeiros "no chinelo" a autora tem um jeito de escrever diferente que nunca vi fiquei totalmente apaixonada e fascinada na história, foi uma leitura inexplicável, para mim foi o melhor livro que já li... A autora está de parabéns. Agora quero ler o amor nao tem leis pois todos que leram dizem ser um livro muito bom, o qual inclusive foi citado em uma revista americana por sua qualidade e agora lendo sua resenha me deixou ainda mais com vontade de ler o livro beijos

    ResponderExcluir