Put some farofa - Gregorio Duvivier

Tive o meu primeiro contato com um livro do Gregório em 2014 e foi através de um livro de poesias, Ligue os pontos: poemas de amor e big bang. Minha primeira experiência com o autor foi bastante positiva, por isso fiquei curiosa pra conhecer mais do seu trabalho como escritor e, felizmente, minha segunda experiência foi igualmente satisfatória.

Em uma entrevista ao Dráuzio Varella, o Gregório fala um pouco sobre o título do livro, e diz que é justamente a ideia de mistura, em uma farofa cabe um pouco tudo, bem como nesse seu livro, em Put Some Farofa temos crônicas, esquetes e alguns textos inéditos, que tratam sobre os mais diversos assuntos.

“Duas pessoas falando coisas opostas podem estar igualmente certas — e frequentemente estão.” — Meus pais, p. 39.

Os textos do livro estão distribuídos por assuntos, organizados em 4 temas, que são: 1) Grandes, pequenos, gigantescos, nesse primeiro tema os meus textos favoritos foram: Grande-amor-da-vida, Meus pais e Calma, Cláudio. 2) Cruzada elucidativa a favor da família brasileira, os meus textos favoritos nele foram: Xingamento, Parei tudo, Péssimo mau gosto, A religião dos outros e O país e o armário. 3) Put some farofa, e meu texto favorito foi Pardon Anything. 4) O mundo, paradinho, tem a maior graça, nele meus favoritos foram: Túnel do tempo, Meu irmão, O palhaço Grock, Lucky bastards, Spoilers.


Por já acompanhar o trabalho dele, muito do que encontrei nesse livro não foi novidade pra mim, pois alguns dos textos reunidos aqui já tinham sido publicados anteriormente — a maioria em sua coluna na Folha de S. Paulo — ou viraram vídeo para o canal Porta dos Fundos. No final do livro, inclusive, em uma nota escrita pelos editores, tem uma lista do que já foi publicado e o que é inédito. Mas não se enganem, pois o fato de já conhecer alguns dos textos não tirou a graça da leitura.

Leitura recomendada para todos, como dito, os textos versam sobre os mais diversos assuntos, o que torna esse livro bastante rico. E permite que o leitor, em poucas páginas, vivencie emoções diversas ao lê-lo. 

“Não há nada de errado com tudo o que a gente tem de errado.” — Lucky bastards, p. 181

Já comentei sobre isso em um dos vídeos do canal e repito: sou apaixonada pela escrita do Gregório. Seus textos são divertidos e leves mesmo quando tratam de assuntos sérios. São cômicos e instigantes. São capazes de te fazer sorrir e refletir. Trazem críticas a fatos relevantes da sociedade e tratam sobre questões mais pessoais. É de fato uma mistura, é uma farofa que deu muito certo. E que permite ao leitor chegar ao final da leitura extremamente satisfeito.

Título: Put some farofa
Autor: Gregório Duvivier
Páginas: 206
Editora: Companhia das Letras

12 comentários:

  1. Tenho muita vontade de ler esse livro !
    Sou muito fã de seu trabalho como humorista , mas , infelizmente ainda não tive oportunidade de ler algo dele como autor .

    http://coisasdediane.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Diane! Também gosto bastante do trabalho dele como humorista, espero que logo você tenha oportunidade de ler algum livro dele. E espero que goste também. :) Beijos!

      Excluir
  2. Oi Amanda, eu nunca li nada do autor, e na verdade nem tinha curiosidade de conhecer. Agora, lendo sua resenha, fiquei com aquela pulguinha, com uma faísca inicial de curiosidade.
    Adorei os comentários que vocês fez. Não parece o tipo de livro que eu escolheria por mero acaso, mas acho que vou gostar de ler.

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Ju! Que bom que ao ler a resenha você ficou com uma pulguinha atrás da orelha, haha. Eu recomendo bastante que leia algo do Gregório! <3 Beijão!

      Excluir
  3. Oi Amanda, tudo bem?
    Confesso que não tinha interesse em ler esse livro, mas gostei da sua resenha. É sempre bom ler livros leves e divertidos de vez em quando e acho que estou precisando disso no momento :)
    Obrigada pela dica!
    Beijos,

    http://versosenotas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Bárbara. Comigo tudo certo e você? :)
      Sim, às vezes nossa cabeça pede por um livro mais leve, descontraído, né? A leitura desse livro é bem fluida, e por mais que em muitos textos ele proponha alguma crítica, isso não torna a leitura densa. Sou apaixonada pela escrita do Gregório. Espero que tenha oportunidade de ler e que goste ^^ Beijos!

      Excluir
  4. Oi, Amanda! Não conheço a escrita do Gregório, nunca li nada dele. Mas, por tudo que você disse, acredito que seja uma leitura que vai me agradar muito. Com certeza vai entrar para a lista de futuras leituras! Beijão

    www.chezb.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Bruna! Que bom que entrou pra sua lista! Tomara que goste da leitura. :) Beijão!

      Excluir
  5. Oi Amanda!
    Nunca li nada do Gregório e confesso que o livro não tinha me chamado a atenção, mas a sua resenha me deixou curiosa. Adorei os títulos dos quatro temas e adorei o quote de "Lucky bastards" que você citou.
    Mas sei que não é leitura para mim no momento. Li muitos livros de contos nos últimos meses e estou querendo dar um tempo de livros de textos avulsos e mergulhar só em histórias mesmo. Mas vou deixar anotado ;)
    Beijos,
    alemdacontracapa.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Mariana! Fico feliz que a resenha tenha te deixado curiosa, talvez em um outro momento essa leitura te chame, né? É um livro que recomendo bastante. :) Também adoro esse quote! Beijão e boas leituras! ^^

      Excluir
  6. Oi Amanda,
    Adorei a dica, não acompanho muito o trabalho do Gregório mas compraria esse livro só pelo título haha
    Pelos quotes e sua opinião vejo que não me arrependeria.

    bjs e tenha um ótimo final de semana
    Nana - Obsession Valley

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Nana! Tomara que goste da leitura quando tiver oportunidade de lê-lo! :) Beijos e obrigada! Boa semana pra você ^^

      Excluir